26.3 C
Juruá
sexta-feira, agosto 12, 2022

Com mais de 3,8 mil acidentes no AC em 2021,Justiça Volante volta com atendimentos após 2 anos suspenso

Por

Com o registro de 3,8 mil acidentes de trânsito no Acre, somados das rodovias federais e estaduais, incluindo dentro das cidades, registrados no ano passado, o Tribunal de Justiça do Acre (TJ-AC), anunciou o retorno com os atendimentos da Justiça Volante para atender ocorrências de acidentes.

O serviço é para atender ocorrências de acidentes de trânsito sem vítimas e tem como objetivo evitar a judicialização de conflitos. O trabalho, ofertado há mais de 25 anos, ficou suspenso por causa da pandemia.

As ações ocorrem de forma itinerante e o serviço pode ser solicitado por meio do 190 ou do telefone (68) 99985-2750.

Ainda conforme dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), neste ano de 2022 já foram registrados 597 acidentes de trânsito em todo estado. Os dados da PRF são contabilizados até o final de março e do Detran até o final de fevereiro. A capital acreana, entre janeiro e março, registrou 618 acidentes. O balanço aponta que no ano passado, 67 pessoas morreram em acidentes no Acre.

Conforme o TJ-AC, durante o atendimento da Justiça Volante são levantados os dados da ocorrência, com registro de fotografias e medições para atestar os posicionamentos dos veículos e verificar como se deu o acidente.

Na prática, os envolvidos em um acidente, têm o diálogo intermediado pela equipe da Justiça Volante, com o intuito de formalizarem um acordo sobre os danos materiais e eles já saem com uma solução imediata. O trabalho é feito em parceria entre o TJ e Detran e Coordenação Integrada de Fiscalização de Trânsito (Ciftran).

“É uma satisfação retomarmos essa atividade. É o judiciário indo ao encontro dos interesses da nossa sociedade, resolvendo as questões do dia a dia de forma rápida. Esse é nosso papel de ofertar o serviço com eficiência e qualidade e celeridade”, disse a presidente do TJ, desembargadora Waldirene Cordeiro.

Além disso, ela diz que a ação contribui para que em caso de acidente o trânsito não fique parado por muito tempo.

Com informações G1 Acre

error: Alert: O conteúdo está protegido !!