24.5 C
Juruá
sexta-feira, agosto 12, 2022

Apesar do aumento recente de casos de Covid-19, número de internações pela doença segue baixo no Acre

Por redação.

O Brasil pode estar enfrentando o início da quarta onda de covid-19. Segundo dados disponibilizados pelo Ministério da Saúde (MS), nos últimos meses o país registrou uma alta de 78,3% das notificações da doença. As causas prováveis são o relaxamento de medidas preventivas e a alta taxa de transmissibilidade das variantes.

Apesar do aumento, Acre está com baixo nível de internação. Foto: Odair Leal/ Secom

No Acre, a segunda quinzena de junho registrou um aumento na média dos casos da doença, contudo, de acordo com o Departamento de Vigilância Epidemiológica, a situação ainda é considerada estável. Conforme os dados do portal da transparência de casos de covid-19 no estado, apenas duas pessoas encontram-se internadas, sendo uma delas em leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Apesar do aumento de casos, o baixo nível de internação se deve às medidas impostas pelo Estado para controlar a doença, como as ações de vacinação em massa, por exemplo. Segundo Gabriel Mesquita, chefe do Departamento de Vigilância Epidemiológica, a imunização contra a covid-19 é crucial para evitar o agravamento do cenário pandêmico.

“A gente já está se mobilizando, a fim de tomar todas as medidas necessárias, no caso do aumento de internações. Pedimos encarecidamente que a população que não se vacinou, que vá se vacinar. Apesar da vacina não proteger de contrair o vírus, mas ela protege contra o possível agravamento da doença”, informou Mesquita.

O boletim da Secretaria Estadual de Saúde do Acre (Sesacre) desta terça-feira, 28, registrou 167 novos casos, totalizando 125.759 casos positivos em todo o estado, outros 205.633 casos foram descartados. Dentre os números estão as 123.115 altas médicas e 2002 óbitos. Desde o mês de abril, o Acre não registra mortes pela doença.

  • Por Cassia Veras, da Agência de Notícias do Acre.
error: Alert: O conteúdo está protegido !!