30.9 C
Juruá
segunda-feira, junho 27, 2022

Greve para fazer palanque a candidato do sindicato da saúde chega ao fim em Cruzeiro do Sul

Por Redação

Não se deve brincar com sonho das pessoas. Criar falsas expectativas, sabendo que o resultado não será satisfatório, é de uma maldade sem tamanho. Foi exatamente o que os líderes do sindicato da saúde fizeram em Cruzeiro do Sul, ao armar uma greve politiqueira com objetivo de criar palanque para o seu pré-candidato a deputado estadual, o vereador Adailton Cruz.

O pré-candidato, mesmo exercendo o mandato de vereador em Rio Branco, abandonou a capital e veio discursar em Cruzeiro do Sul, criando falsas expectativas aos servidores e incentivando os atos.

O jornal conversou com um servidor da saúde do município de Cruzeiro do Sul, que pediu para ter seu nome resguardado, pois tem medo de ser perseguido pelos representantes do sindicato. “Todos os representantes do sindicato irão apoiar o Adailton, falavam claramente  isso. Eu no início até concordava com a greve mas após procurar conversar com amigos que trabalham na gestão fui informada que havia uma proposta e que o município não tinha condições de conceder tudo que estava sendo exigido”, disse o servidor.

O servido também informou que o ato foi algo planejado para fazer palanque ao candidato do sindicato. “Eles foram inteligentes, fizeram isso tudo e conseguiram convencer quase todos os meus colegas. Hoje, após a greve, muitos deles decidiram apoiar o Adailton, mesmo após haver a negociação e comprovar o que eu já esperava. Tudo foi politicagem, criaram um clima e fizeram palanque, brincando com a vida dos servidores e criando falsas expectativas, mesmo eles sabendo que não seria possível, insistiram na greve”, finalizou.

A greve foi encerrada nesta última terça-feira (22), após um acordo entre o sindicato e a secretaria de saúde do município.

Segundo informações colhidas pela redação do Juruá em Tempo, se manteve a proposta apresentada pela gestão municipal há dois meses atrás, ainda na primeira negociação, que foi de um aumento de 5% de reajuste linear, discursão de ajustes no PCCR e análise dos servidores que necessitam de insalubridade, alem de outros pedidos que serão analisados por uma comissão.

error: Alert: O conteúdo está protegido !!