24 C
Juruá
domingo, junho 26, 2022

IMAC e Corpo de bombeiros se preparam para iniciar as fiscalizações contra queimadas em Cruzeiro do Sul

Por Redação O Juruá em Tempo

Todos os anos no período de estiagem, os cruzeirenses sofrem
com a quantidade de fumaça gerada por queimas na região,
tanto urbanas quanto rurais. No final do dia em alguns bairros
da cidade já é possível observar a fumaça.

Com a chegada do período seco o Instituto de Meio Ambiente

do Acre (IMAC) se prepara para realizar as fiscalizações. “Nos
reunimos com ministério público, comandante do corpo de
bombeiros e outros órgãos para tratarmos do problema logo
no início. Sabemos que quando deixamos de queimar, temos
um ar de melhor qualidade, o que significa mais saúde para os
nossos idosos e crianças”, enfatizou Ismael Maia, gerente do
IMAC em Cruzeiro do Sul.

Segundo dados extraídos pelo satélite S-NPP, nos últimos 20
dias, Cruzeiros do Sul registrou 16 focos de queimas. Ismael
Maia esclarece que a legislação brasileira proíbe qualquer tipo
de queimada, inclusive a de fundo de quintal. As ações de fiscalização contarão com o apoio da polícia militar, corpo de bombeiros e ministério público.

“A equipe formada por agentes de várias instituições percorrerá as ruas da cidade fiscalizando. Então as rondas tem o objetivo de inibir a prática de queimadas nesse período do ano. Quem tem pedaços de arvores, entulhos no fundo do
quintal precisa acionar a secretaria de meio ambiente, e não tocar fogo”, disse o gerente do IMAC.

Além de Cruzeiro do Sul, outra preocupação dos órgãos de
proteção no Juruá é com os municípios de Mâncio Lima e
Rodrigues Alves que apresentaram nos últimos 20 dias o maior percentual que queimadas no Acre. Mâncio Lima registrou 19 focos e Rodrigues Alves 17.

Com informações Juruá 24horas

error: Alert: O conteúdo está protegido !!