30.9 C
Juruá
segunda-feira, junho 27, 2022

Rússia planeja referendo para incorporar região ucraniana

Por redação.

A ocupação russa na região de Zaporizhzhia, no sul da Ucrânia, planeja realizar um referendo ainda neste ano sobre a incorporação do território à Rússia, informou nesta quarta-feira, 8, a agência de notícias russa Tass, citando um dos líderes.

“O povo irá determinar o futuro da região de Zaporizhzhia. O referendo está marcado para este ano”, disse Vladimir Rogov, citado pela Tass, sem dar mais detalhes sobre o momento exato.

De acordo com a agência de notícias Reuters, no entanto, uma autoridade ucraniana rejeitou o plano, dizendo que moradores da região nunca irão votar para se juntar à Rússia. Antes da invasão, a região era lar de cerca de 1,6 milhão de habitantes.

De acordo com Rogov, um dos líderes da ocupação em Zaporizhzhia, ainda haverá planos para saber como seguir com um referendo mesmo se a Rússia não tomar controle da região inteira, à medida que a cidade de Zaporizhzhia em si, o principal centro urbano, ainda está sob controle ucraniano.

Em maio, o presidente russo, Vladimir Putin, já havia dado um passo em direção à “russificação” de algumas regiões do sul da Ucrânia, depois de assinar um decreto que simplificou o processo de pedidos de cidadania russa para moradores das regiões ocupadas de Kherson e Zaporizhzhia.

Segundo o Kremlin, cabe ao povo que vive na região decidir o seu futuro. A tentativa é similar aos referendos realizados em 2014 na Crimeia, tomada e anexada por Moscou, e partes de duas províncias no leste ucraniano que declararam independência.

Neste quarta-feira, confrontos intensos ocorriam também em Severodonetsk, no leste do país. Segundo um líder regional, forças ucranianas podem retirar seus militares para “posições mais fortificadas”, mas que não pretendem “desistir” da cidade, tentando manter o ganho de território após uma contra-ofensiva a Moscou na região de Donbas – cuja conquista é um dos objetivos declarados do Kremlin.

A luta pela pequena cidade industrial no leste da Ucrânia é considerada crucial. A Rússia concentrou sua ofensiva lá na esperança de capturar totalmente a província vizinha de Luhansk, em nome de representantes separatistas.

Cerca de dois terços da região estão sob controle russo, uma parte da ampla faixa no sul da Ucrânia tomada por Moscou desde o começo da guerra, em 24 de fevereiro. Na semana passada, o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, detalhou que um quinto de seu país já está sob controle de Moscou.

“Até agora, cerca de 20% do nosso território está sob o controle dos ocupantes, quase 125 mil quilômetros quadrados. Isso é muito maior do que a área de todos os países do Benelux juntos”, disse Zelensky em fala à Câmara dos Deputados de Luxemburgo, referindo-se à união econômica composta por Bélgica, Holanda e Luxemburgo.

  • Fonte: Veja Abril.
error: Alert: O conteúdo está protegido !!