36.1 C
Juruá
segunda-feira, julho 22, 2024

Descaso com patrimônio público: Valdélio Furtado deixa ônibus escolares abandonados em garagem

Por Redação

- Publicidade -

Os desmandos da prefeitura de Marechal Thaumaturgo não têm tamanho, e chegam ao cúmulo de deixarem patrimônio público se acabar. É o que acontece com pelo menos quatro ônibus escolares que estão abandonados há anos em um barracão da cidade. O local funciona como depósito da prefeitura.

A reportagem apurou que os veículos estão no município há alguns anos e seriam destinados a estudantes, inclusive para o transporte social de pessoas com necessidades especiais de locomoção. No entanto, o que se vê é que os ônibus, estão totalmente sem manutenção, degradados pelo tempo e cobertos de poeira.


Há ônibus seminovos parados por falta de manutenção, com isso, os alunos tem que se deslocar a pé até as escolas do município. “É uma vergonha para esse prefeito deixar isso acontecer, nenhum outro prefeito fez isso. Se não tivesse ônibus tudo bem, mas deixar os alunos irem andando para a aula por falta de manutenção nos ônibus escolares é crueldade”, disse a mãe de um aluno.

A manutenção dos ônibus segundo a resolução do Governo Federal é de responsabilidade exclusiva da prefeitura detentora da posse do veículo.

Em um áudio, a mãe do aluno disse estar surpresa com o cenário que encontrou e classificou a cena como um desperdício de dinheiro público. Ela lembra que os equipamentos custaram milhões de reais ao contribuinte, e que agora simplesmente apodrecem sem uso. “Cadê os órgãos fiscalizadores? Isso é desperdício de dinheiro público deixar esses ônibus se acabarem. E ainda teve uma reportagem que mostrou ele gastando mais de 7 milhões com combustível. Mas para onde foi esse combustível?”, finaliza a mãe do aluno.

O abandono dos ônibus escolares vem causando indignação na cidade, que tem uma grande demanda por transporte escolar. O veículo, que foi adquirido com o objetivo de auxiliar no transporte de alunos da região, agora encontra-se sem utilidade e sujeito à deterioração. Além disso, o abandono do ônibus também levanta questionamentos quanto à transparência e responsabilidade da prefeitura em relação ao uso dos recursos públicos. A população espera que a situação seja resolvida o mais rápido possível, de forma a garantir o transporte adequado dos alunos e a preservação do patrimônio público.

A reportagem entrou em contato com a assessoria do prefeito Valdélio Furtado (Almira 992**-97**) que se negou a prestar informações para a população sobre o caso.

- Publicidade -
Copiar