26.1 C
Juruá
domingo, julho 14, 2024

Acre termina julho com 741 novas vagas de emprego; serviços e construção civil puxaram alta

Por g1.

- Publicidade -

Acre termina julho com 741 novas vagas de emprego; serviços e construção civil puxaram alta  — Foto: Divulgação Seteq

Após registrar o maior saldo de contratações do ano em junho, a geração de empregos no Acre teve uma queda, mas se manteve com saldo positivo no mês de julho. Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) mostra que foram 4.213 admissões contra 3.472 desligamentos, tendo um saldo de 741 novas vagas.

Com relação ao mesmo período do ano passado, o saldo teve uma queda, já que em julho de 2022 o saldo de vagas foi de 1.098.

Dos cinco setores analisado, apenas comércio teve queda de oito postos de emprego. O setores que puxaram a alta em julho foram serviços e construção civil, com geração de 375 e 260 vagas respectivamente.

A variação relativa referente a junho de 2023 atingiu a marca de 0,78%. Nos últimos 12 meses, o Acre acumula 5.515 mil empregos em que o regime de contratação é por registro na Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS).

A edição também traz os dados revisados da geração de emprego com relação a junho no Acre. Na data de divulgação, o mês havia terminado com1.018 postos criados, porém, após a revisão, o mês teve 1.065 novas vagas. Todos os meses esses dados são revisados pelo Caged.

O maior saldo de geração de empregos foi Rio Branco, com 483 vagas e Cruzeiro do Sul, com 129 novos postos.

Dados nacionais

A economia brasileira gerou 142,7 mil empregos com carteira assinada em julho deste ano, informou nessa quarta-feira (30) o Ministério do Trabalho e Emprego.

A informação consta do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e representa o saldo líquido (contratações menos demissões) da geração de empregos formais.

Ao todo, segundo o governo federal, foram registradas em julho:

  • 1,883 milhão de contratações;
  • 1,740 milhão de demissões.

O resultado representa queda em relação a julho do ano passado, quando foram criados 225 mil empregos formais. O recuo foi de 36,6% nesta comparação.

- Publicidade -
Copiar