26.1 C
Juruá
domingo, julho 14, 2024

Oito pessoas são resgatadas em fazendas no Acre vivendo em condições análogas à escravidão

Por Redação O Juruá em Tempo.

- Publicidade -

A Polícia Federal do Acre, em ação conjunta com o Ministério Público do Trabalho em Rondônia e Acre e o Ministério do Trabalho do Acre, resgatou oito trabalhadores em condições análogas à escravidão. Entre as vítimas, três são menores.

A Operação Claver foi realizada nesta semana, de 7 a 11 de agosto, e partiu de denúncias recebidas pelos três órgãos sobre a situação degradante de trabalhadores em diversas propriedades cercadas de mata fechada, em fazendas que passam pelos municípios de Sena Madureira e Manoel Urbano, interior do Acre.

Os trabalhadores foram encontrados sem equipamentos, primeiros socorros e sem água potável. A comida e a moradia eram precárias, com jornadas exaustivas e sem formalização de documentos trabalhistas.

Além dos resgates realizados, os proprietários das terras e os gerentes foram autuados pelo Ministério Público do Trabalho em Rondônia e Acre e pelo Ministério do Trabalho do Acre, em decorrência do descumprimento de diversas normas trabalhistas.

No que tange à responsabilização criminal dos envolvidos, a pena prevista para o crime de redução à condição análoga à de escravo é de oito anos de reclusão e multa, além da pena correspondente à violência.

O nome da operação faz referência a S. Pedro Claver, missionário protetor dos escravizados.

  • Assessoria.
- Publicidade -
Copiar