36.1 C
Juruá
segunda-feira, julho 22, 2024

Ana Maria Braga relembra processo contra Record após ser demitida por briga na emissora

Por Isto É.

- Publicidade -

Ana Maria Braga é dos principais nomes da Globo, mas antes de brilhar na emissora carioca, a apresentadora comandou o “Note e Anote” na Record TV, onde ficou entre 1993 e 1999. A saída da emissora aconteceu de forma polêmica, após uma briga, que resultou em um processo ganho por ela.

“O bispo me mandou embora. Mas eu fui muito feliz na Record. Eles me pagavam bonitinho, cumpriram todas as coisas, como eu cumpria com eles, mas aí chegou uma hora que tinha lá uma pendenga e eu resolvi cobrar, fui falar com o responsável, acho que não era um bom dia da pessoa, eu também não estava em um bom dia, mas se é justo é justo”, contou em participação no podcast “PodPah”.

A apresentadora detalhou a situação. “Falei: ‘Olha, estamos com esse negócio e estou precisando’. Aí ele falou: ‘Não vai dar e, se não estiver satisfeita, a porta da rua é serventia da casa’. Aí eu levantei e disse: ‘É o seguinte: a gente tem programa segunda-feira, eu vou embora e não volto mais, mas se o senhor quiser, eu fico a semana que vem para o senhor encontrar uma pessoa para colocar no meu lugar’. Aí ele falou: ‘Não precisa’”, relembrou.

Com a demissão considerada injusta, Ana resolveu processar a emissora. “Eu saí e fui no advogado, montei uma causa contra a Record que ganhei 10 anos depois, porque juridicamente não tinha justificativa [para a demissão]”, contou.

- Publicidade -
Copiar