34.6 C
Juruá
segunda-feira, julho 15, 2024

Batalhão Ambiental da Polícia Militar participa de encontro nacional de programa de proteção ao meio ambiente

Por Redação O Juruá em Tempo.

- Publicidade -

A Polícia Militar do Acre (PMAC), por meio do Batalhão de Policiamento Ambiental (BPA), participa da 2ª edição do Encontro Nacional de Usuários da RedeMAIS, em Brasília (DF). O evento acontece nesta terça-feira, 18, e quarta, 19, e visa promover a integração de órgãos de segurança pública de todo o país.

Sargento Bardavil Farias e Sargento Clemerson Souza participam do evento em Brasília. Foto: Cedida

A RedeMAIS é proveniente do Programa Brasil M.A.I.S. (Meio Ambiente Integrado e Seguro), que é o maior projeto operacional de sensoriamento remoto do país, que conta com informações atualizadas e de alta precisão de todo o território brasileiro. O Brasil M.A.I.S. fornece imagens diárias de satélite em alta resolução de todo o Brasil, gerando alertas automáticos de desmatamento, garimpo, incêndio e plantio de culturas ilícitas.

Os sargentos Bardavil Farias e Clemerson Souza representaram a corporação acreana no encontro, que tem como objetivo disseminar aos usuários da rede as tecnologias disponíveis no combate às atividades ilegais na Amazônia.

Os policiais acreanos são formados em engenharia florestal e atuam no geomonitoramento do BPA, por meio da seção de inteligência e análise criminal. Além disso, atuam como multiplicadores de usuários do sistema de monitoramento no Acre. Sob o comando dos militares, 18 policiais do Batalhão Ambiental foram capacitados para operar o sistema.

Para o sargento Bardavil Farias, a tecnologia RedeMAIS proporciona maior eficiência nas atividades exercidas pelo Batalhão Ambiental. “O BPA está inserido no sistema RedeMAIS desde 2021. Saímos do trabalho manual de mapeamento para o trabalho tecnológico, o que proporcionou excelentes resultados na fiscalização ambiental. Além disso, estamos trocando experiências com outros estados que enfrentam as mesmas dificuldades que nós”, destacou o militar.

Representantes das Polícias Ambientais do Acre, Minas Gerais, Paraná, São Paulo e Roraima. Foto: Cedida

As experiências trocadas entre as instituições durante o evento também irão ampliar o leque de estratégias do BPA na colaboração no Programa REM ACRE fase II, que é voltado para a diminuição das mudanças climáticas ocasionadas na Amazônia em virtude das atividades de depredação, bem como para prevenção ao desmatamento ilegal. O REM é uma iniciativa da Alemanha, por meio do Ministério Federal de Cooperação e Desenvolvimento Econômico da Alemanha (BMZ) e do Banco KfW.  Na segunda fase, conta também com apoio financeiro do Reino Unido, por meio do Departamento de Segurança Energética e Net Zero do Reino Unido (DESNZ).

A programação é exclusiva para usuários do sistema e conta com a participação de ministros de Estado, secretários e diretores de órgãos de segurança pública e meio ambiente das esferas federal, estadual e municipal. Também participam professores, pesquisadores, gestores e especialistas em diversas áreas, como meio ambiente e fiscalização e tecnologia da informação.

Atualmente, a RedeMAIS conta com mais de 400 instituições e mais de 92.500 usuários cadastrados. A cada ano o número de órgãos integrantes do sistema aumenta e seus usuários recebem as informações de detecção de alterações no espaço geográfico por meio da plataforma SCCON (Tecnologia Geoespacial de Mapeamento via Satélite).

- Publicidade -
Copiar