36 C
Juruá
sexta-feira, julho 19, 2024

Ribeirinhos e indígenas de Mâncio Lima recebem em julho mais uma edição do Projeto Cidadão

Por Assessoria.

- Publicidade -

O município de Mâncio Lima, distante 670 quilômetros de Rio Branco, e a Aldeia República, recebem em julho deste ano, nos dias 11 e 12, a oferta de serviços da área social, saúde, educação, meio ambiente, segurança e trabalho. As reuniões de alinhamento junto ao Poder Judiciário, por meio da Secretaria de Projetos Sociais (Sepso) , acontecem desde maio, intermediado pela Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai).

Os Povos da Terra Indígena Nukini e Nawas, no Rio Môa, poderão exercer a cidadania e o acesso aos serviços de saúde, educação, previdência e assistência social, importantes para o Judiciário acreano, por essa razão, leva as ações do Projeto Cidadão até as regiões mais afastadas e comunidades em situação de vulnerabilidade.

Segundo a Sepso e a coordenadora técnica local da Funai em Mâncio Lima, Ruama Santos, após um estudo prévio, mais de 500 atendimentos são previstos durantes os dois dias, entre um dos serviços, a inclusão da etnia na Certidão de Nascimento.

Chefiado pela desembargadora e decana da Corte, Eva Evangelista, o Projeto Cidadão conta com a parceria com diversas prefeituras e instituições, como, por exemplo, o Ministério Público Estadual (MPAC), Defensoria Pública (DPE), o Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Regional (TRT 14ª) e o Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC).

- Publicidade -
Copiar