Acre alcança maior expectativa de vida da região Norte, durante governo de Tião Viana

Uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) aponta que a expectativa de vida ao nascer no Brasil aumentou três vezes mais em 2018, chegando a 76,3 anos. Apesar da persistência das desigualdades sociais no país.

O Acre é o primeiro da Região Norte dos estados com maior expectativa de vida. Um acreano vive em média 74,5 anos. O mesmo percentual que vive, segundo a pesquisa, um goiano.

O resultado positivo é fruto dos investimentos feitos pelo último governo de Tião Viana (PT), que foi governador que, proporcionalmente, mais investiu em Saúde e Saneamento no Brasil. Em sua gestão, o governo aplicava 15,8% da Receita Corrente Bruta do Estado, sendo que a legislação exigia apenas 12%.

Ainda na Região Norte, o Acre é o terceiro estado com menor taxa de mortalidade infantil (IBGE). Com intenso trabalho no saneamento e pavimentação, o governo de Tião Viana garantiu recurso para obras em todo o estado. O programa de Saneamento Ambiental Integrado em Santa Rosa do Purus, Jordão, Marechal Thaumaturgo e Porto Walter, por exemplo, orçado em R$ 120 milhões, possuía recursos garantidos em caixa para a conclusão.

O governo de Tião Viana está deixou mais de R$ 1,3 bilhão em caixa especificamente para investimentos na gestão de Gladson Cameli (PP). Os recursos eram destinados às áreas de desenvolvimento econômico florestal, agricultura familiar, infraestrutura, saneamento, saúde e educação.