Biblioteca Pública do Acre recebe prêmio em São Paulo

Em um momento de reconhecimento e homenagem por estimular a leitura para a população, a Biblioteca Estadual do Acre foi uma das três contempladas na categoria “Biblioteca Pública”, do Prêmio Retratos da Leitura, promovido pelo Instituto Pró-Livro (IPL), de São Paulo.

O evento de entrega da honraria foi realizado na noite de quinta-feira, 15, na capital paulista.

A Biblioteca Pública foi escolhida juntamente com as bibliotecas “São Paulo – Parque da Juventude” e “Parque Estadual do Rio de Janeiro”.

Na ocasião, a diretora da instituição, Helena Carloni, representou o Acre. “Mesmo não sendo um ano fácil, continuamos lutando pelo nosso ideal e sendo coerentes com a nossa missão: promover o acesso irrestrito e o incentivo à leitura, contribuindo para a qualidade de vida do cidadão, com a utilização eficaz dos recursos públicos”, afirma.

Carloni ressaltou, ainda, os projetos futuros e a importância de receber o prêmio: “Esperamos ser um modelo brasileiro de excelência na gestão e disseminação da informação e da leitura. Só de recebermos um reconhecimento nacional, percebemos que estamos no caminho certo, e isso é fruto de um grande esforço do governo, que sempre teve esse olhar carinhoso pelo espaço, criando políticas públicas a fim de fortalecer a leitura no Acre”.

O presidente do IPL, Marcos da Veiga Pereira, destacou os critérios de escolha das três homenageadas da categoria.

“Segundo os especialistas, as instituições escolhidas atenderam fundamentos que orientaram essa indicação, tais como reconhecimento, relevância, abrangência, continuidade, história e inovação”, conta.

A organização premiou, também, mais três categorias: Cadeia Produtiva, Organizações Sociais e Mídias.

Conheça a Biblioteca Pública do Acre

Localizada no Centro de Rio Branco, a Biblioteca Pública Acreana foi inaugurada em 10 de março de 1979 e totalmente restaurada em 2008, na gestão do então governador Binho Marques.

Funcionando de segunda a sábado, das 7h30 às 21h30, o espaço conta com um acervo de mais de 80 mil livros.

Ao todo, cerca de 7,5 mil pessoas utilizam mensalmente os espaços de leitura, que contam com obras de romance, títulos científicos, religiosos, técnicos e acadêmicos nos mais variados seguimentos, além dos computadores com acesso livre à internet para pesquisa, áreas infantil, de histórias em quadrinhos (HQ) e filmoteca.

Outro destaque é para o projeto de acessibilidade disponibilizado pela Biblioteca Pública. De acordo com um dado do Ministério da Cultura, divulgado em fevereiro deste ano, o espaço é uma das dez referências do Brasil em se tratando de inclusão social.

Contando com equipamentos como impressora, scanners, notebooks e tablets com software que traduzem publicações para o braile, bem como livros já publicados na linguagem, o projeto de acessibilidade beneficia, principalmente, pessoas com deficiências visuais e auditivas.

Com informações da Agência de Notícias do Acre.