Gladson Cameli diz que em Manaus vai cobrar de Bolsonaro investimentos no Acre

Governador participa de encontro da Suframa e vai demonstrar preocupação com a falta de geração de emprego e renda na região

O governador Gladson Cameli disse, na manhã desta quinta-feira (25), em Manaus (AM), que vai cobrar do presidente Jair Bolsonaro investimentos na Amazônia, em especial em seu Estado, o Acre. Ele disse que a Amazônia precisa de investimentos capazes de gerar empregos e renda na região.

O presidente chegou à Capital do Amazonas nesta manhã para participar, ao lado dos governadores da região amazônica, da 287ª reunião do conselho da Suframa (Superintendência da Zona Franca de Manaus), de cujo encontro também participa o ministro da Economia, Paulo Guedes.

Escolhido pelos demais governadores para discursar em nome de todos eles, Gladson Cameli disse que não vai se limitar a um discurso de boas-vindas ao presidente. Disse que vai cobrar investimentos na região e que vai buscar uma pessoalmente uma agenda com o presidente para, mais uma vez, lhe relatar a situação do Acre no que diz respeito à geração de emprego e renda.

Na condição de ministro da Economia, o ministro Paulo Guedes preside do Conselho da Suframa, instituição responsável pela gestão do programa federal de isenção fiscal para empresas instaladas nas áreas de livre comércio do Amazonas, Roraima, Acre, Rondônia e Amapá. O encontro se encerra ainda hoje.