Justiça dá ganho de causa para vereador Fredson, de Guajará (AM)

Após grande briga judicial iniciada no último ano, a Justiça do Amazonas deu ganho de causa, na quarta-feira, 8, para o vereador Fredson Moraes de Souza (PP) com unanimidade, inclusive com o parecer do Ministério Público. Mesmo que tenha perdido a eleição para a presidência da Câmara Municipal, em um jogo democrático, Fredson comemora a vitória na justiça, mostrando que nunca fez nada ilícito.

Entenda o caso. O TJAM votou o mérito do mandato de segurança que garantia, por meio de liminar, que as eleições no dia 25 de abril. Os 24 desembargadores votaram a favor de Fredson.

A confusão começou quando a votação iniciada no dia 10/12/2018 foi suspensa pelo ex-presidente Marcos Antônio Batista Martins (PSDB), popular Careca, após decisão Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ/AM) que possibilitava a candidatura do vereador Fredson para a eleição da mesa.

Em seguida, Careca fez uma manobra e conseguiu realizar a eleição de maneira irregular na sessão do dia 17/12/2018. O ex-presidente, combinado com o candidato da oposição na época, vereador Liberman, tentou enganar a justiça e conseguiram uma Liminar do TJ, que suspendeu a inscrição da Chapa 2 na eleição da Mesa Diretora. Com isso, Careca ignorou a decisão do desembargador Ari Jorge Moutinho da Costa e realizou a eleição sem permitir que a chapa 2 fosse registrada, beneficiando a si próprio, pois ele era um dos integrantes da chapa de oposição que tinha Liberman como candidato a presidente.

A decisão da justiça, agora, comprova que Fredson poderia sim ter disputado a eleição iniciada naquele dezembro último. “Vencemos na justiça, por unanimidade, todos os desembargadores votaram a favor. Perdi a eleição da casa, honradamente, para um aliado, mas isto é outra coisa, aqui no tribunal vencemos e mostramos justiça”, afirmou.

O vereador Zezinho até então base do prefeito e fiel escudeiro do Vereador Fredson Moraes foi eleito presidente da câmara de Guajará em março deste ano. Fredson reiterou ainda que a câmara tem agora um presidente eleito legitimamente o que não era o caso na época do então candidato a presidente de oposição Luiz liberman Enes. “Desejo que faça uma boa gestão, sempre voltada para o bem da população e da boa política”, afirmou Fredson ao Juruá em Tempo, em contato por telefone.

O Juruá em Tempo tentou também contato com Libermam, que era o candidato na época, e não conseguiu resposta.