Rio Branco, Acre, 26 de novembro de 2020

‘Escolher Temer como vice foi erro óbvio’, diz Dilma

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

A presidente afastada Dilma Rousseff afirmou que escolher o presidente interino Michel Temer como vice-presidente foi um erro político óbvio, porque foi traída. A declaração foi feita durante entrevista a jornalistas estrangeiros no Palácio da Alvorada na última quinta-feira (18).

“Errei porque escolhi uma pessoa que teve uma atitude de traição em relação à cabeça de chapa, que sou eu. Eu tive 54,5 milhões de votos. Os votos foram dados à minha candidatura”, declarou Dilma sobre seu companheiro de chapa nas duas eleições.

Ela ironiza uma carta enviada pelo peemedebista em dezembro do ano passado, na qual reclamou de ser um “vice decorativo”. “Quando ele dizia que era uma figura decorativa, na verdade o que ele queria ser não era vice-presidente, era presidente”, disse Rousseff.

De acordo com Dilma, ela nunca foi abandonada pelo seu partido, o PT, e disse que seria erro “monumental” não ir ao Senado se defender. Apesar de admitir que cometeu um erro político “óbvio” ao escolher Temer para vice-presidente, a petista disse que não era possível prever o que aconteceria.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.