Rio Branco, Acre, 21 de abril de 2021

Governo peruano prorroga fechamento da fronteira, podendo agravar crise instalada em Assis Brasil

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Por Redação Juruá Em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

O governo do Peru, através de seu presidente Francisco Rafael Sagasti Hochhausler, anunciou que prorrogará o Decreto de Emergência Sanitária a partir do dia 7 de março, estendendo por mais 180 dias (seis meses). Com o fechamento das fronteiras, a crise instalada em Assis Brasil, deverá se agravar ainda mais, pois centenas de caminhoneiros estão impedidos de atravessar a fronteira pela ponte binacional, além ainda da presença de muitos imigrantes na região.

Nesta segunda-feira (1) pela manhã, os imigrantes foram para frente da prefeitura de Brasileia reivindicar uma atitude por parte da justiça brasileira. O tempo dado ao Ministério Público Federal para que se manifestasse sobre a contenda terminou no sábado (27) às 19h.

Vários foram os documentos anexados ao processo que está correndo na 2ª Vara da Justiça Federal do Acre, e apontam pelo menos 8 ministérios envolvidos na tentativa diplomática de solucionar a crise. O juiz, Herley da Luz Brasil deverá decidir ainda nesta segunda-feira (1) sobre a liberação da ponte.

Antes de haver uma decisão, o juiz federal entendeu que “o caso se refere a litígio coletivo que envolve situação delicada, em razão da vulnerabilidade social e econômica de imigrantes e do momento histórico da pandemia da Covid-19”.

Segundo apurado, já são centenas de caminhões, sendo a maioria maioria com combustível, que estão impedidos de passar na ponte. A Bolívia é o país mais afetado com esse fechamento, e poderá viver uma situação de desabastecimento de combustível.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.