Rio Branco, Acre, 22 de abril de 2021

Produtores de cacau nativo prejudicados pelas cheias no AM são apoiados por ONG acreana

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Redação Juruá em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Moradores da Comunidade Novo Horizonte, localizada no município de Guajará (AM), tiveram prejuízo na produção de cacau silvestre por causa das enchentes. Como a alagação perdura por muito tempo, algumas áreas de barranco cederam, levando muitos pés de cacau.

Para contornar qualquer impacto na produção do fruto, a comunidade intensificou o plantio de novas mudas, que também foi afetado pela cheia.

Mesmo diante da dificuldade, os extrativistas seguem de canoa pelo igapó até os pés de cacau silvestre, na tentativa de coletar o máximo possível.

Para mitigar os efeitos da pandemia sobre a população em condição de vulnerabilidade social, a SOS Amazônia, com o apoio da Associação de Defesa Etnoambiental (Kanindé), realizou a entrega de 60 cestas básicas na comunidade Novo Horizonte.
“Com um cenário tão complexo, é muito importante apoiar as comunidades tradicionais, seja na produção florestal, ou com o envio de cestas básicas para as famílias necessitadas, de maneira que evitassem o deslocamento para as cidades. Fica o nosso agradecimento à Kanindê por somar forças com a gente”, disse Miguel Scarcello, secretário geral da SOS Amazônia.

(Com SOS Amazônia)

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.