Rio Branco, Acre, 18 de abril de 2021

Profissionais da Educação realizaram protesto por vacina contra a Covid-19 em Rio Branco

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Por Redação Juruá Em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Na manhã desta quarta-feira (7), trabalhadores da educação se reunirem em frente ao Palácio de Rio Branco e fizeram um protesto, pedindo pela vacinação dos profissionais contra a Covid-19.

Uma das faixas tinha escrito “a educação pede socorro”, no ato, os profissionais da educação também espalharam cruzes que simbolizavam os mortos pela doença. O protesto teve início por volta das 8h. O governo do estrado, declarou que tem como meta a vacinação de profissionais de Segurança e salvamento, pessoas com comorbidades e, para que na sequência possa acontecer a vacinação dos profissionais da Educação.

Segundo alegam os manifestantes, já são mais de 100 trabalhadores da educação que foram a óbito pelo vírus da Covid-19 no estado e que praticamente todos os dias morrem ao menos dois professores ou funcionários.

“É a única categoria que tem sido mais vitimada pela Covid. Observe que o povo que está diretamente cuidando dos doentes não está tendo índice de falecimento tão grande quanto da Educação. O pessoal da Segurança não morre todo dia um trabalhador, e observe nas redes sociais que todo dia tem morrido trabalhadores da Educação, sejam professores ou os demais funcionários”, declarou Rosana Nascimento, presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Educação do Acre (Sinteac).

De acordo ainda com Rosana, o ato não estaria cobrando somente a vacinação da categoria, mas de toda a população. “Não estamos fazendo um ato político, estamos defendendo a vida dos trabalhadores em educação, a vida do povo brasileiro. O governo federal tem que fazer vacinação em massa, porque não é só Educação, o povo brasileiro está morrendo com essa Covid.”

Vacinação antecipada

O governo do Estado Acre, Gladson Cameli declarou, no último dia 31 de março, após encontro com o ministro da saúde, Marcelo Queiroga, que tanto os profissionais da Educação como os da Segurança do estado, seriam incluídos na vacinação contra o novo coronavírus.

De acordo com dados do governo que apontam que com essa mudança no plano de vacinação, devem ser incluídos na imunização mais de 5,6 mil servidores da Segurança e cerca de 14 mil da Educação do estado.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.