Rio Branco, Acre, 16 de junho de 2021

Amigos e familiares soltam balões brancos em homenagem a médico acreano morto na Bahia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Redação Juruá em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Amigos e familiares do médico acreano Andrade Lopes Santana, de 32 anos, que estava desaparecido desde o dia 24 de maio e foi achado amarrado a uma âncora em um rio na Bahia, fizeram uma homenagem para ele na tarde desse domingo (30), em Brasileia, no interior do Acre.

Vestidos de branco, os cerca de 100 participantes soltaram balões também brancos e se emocionaram ao relembrar da trajetória do jovem que nasceu na cidade do interior do estado acreano e foi morar na Bahia para exercer o sonho da medicina desde 2016. O momento contou ainda com várias falas dos amigos e parentes e orações.

Uma das amigas que participou do evento, Karolyne Soares contou que era esperado que o corpo do rapaz fosse enterrado na cidade, mas, como não foi possível, eles resolveram, de qualquer forma, fazer uma homenagem. Ela disse que Santana era muito querido por todos e que deixa saudade.

“A gente não poderia deixar de fazer alguma coisa para homenageá-lo. Ele era muito nosso amigo e muito querido. Esperávamos que ele nos visitasse por esses tempos, porque já fazia um tempo que ele não vinha porque estava com esse projeto social lá em Araci [BA] e ele foi adiando a vinda dele. Ele tinha até falado para uma amiga nossa que precisava ver a mãe dele e nos ver. Nós reunimos amigos da época da escola e da faculdade e outros que ele conhecia aqui, familiares e até pessoas que nem o conheciam, mas que se comoveram com a história e resolveram participar”, disse a amiga.

‘Era o que ele faria’

A mãe do médico, Dormitília Lopes falou que a homenagem é um consolo para o coração, que está despedaçado com a perda do filho. Ela disse que continua na Bahia e aguarda por mais novidades das investigações, inclusive para saber qual a motivação do crime.

“Era o que meu filho faria se tivesse acontecido com um amigo dele, porque ele amava todo mundo, fiquei muito feliz. A primeira coisa que me conforta é Deus na minha vida e a segunda é esse carinho do povo, as orações deles. Sei que Deus está me confortando através de oração. Ninguém imagina a dor que é perder um filho como o Andrade, era um menino bom, um filho que todo mundo queria ter e morrer assim, não sei nem porque que ele matou. Mas, eu vou começar a juntar meus pedaços de novo, porque temos que continuar a viver”, disse a mãe.

Grupo prestou homenagem ao médico nesse domingo (30) em Brasileia, no interior do Acre — Foto: Arquivo pessoal

A prefeitura de Brasileia emitiu uma nota lamentando a morte do médico. “Doutor Andrade tinha 32 anos, era natural de Brasileia e estava residindo na cidade de Araci (Bahia), onde trabalhava como médico. Que Deus conforte a família, amigos e colegas enlutada, e que as boas lembranças sempre ilustrem nossos pensamentos. Descanse em paz.”

Com informações do G1 Acre.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.