Rio Branco, Acre, 20 de junho de 2021

Dermatologistas explicam riscos da mucormicose: “fungo preto” da Covid

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Redação Juruá em Tempo
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Um surto de casos de mucormicose em pacientes com Covid-19 na Índia, que reportou 9 mil ocorrências em maio, e a confirmação de um caso em Manaus no último dia 02 de junho acendeu um alerta sobre a doença no Brasil. A Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) divulgou, em nota, esclarecimentos à população sobre fungo causador de micoses que, de acordo com relatos clínicos científicos, podem afetar pacientes de Covid-19 com problemas respiratórios e na pele.

Segundo o Departamento de Micoses da SBD, a chamada mucormicose é uma doença oportunista que, em geral, não tem potencial patogênico. Ou seja, pessoas sadias entram em contato com os fungos, mas não ficam doentes. Contudo, organismos debilitados ficam suscetíveis a maiores complicações.

Com informações Metrópoles

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.