Rio Branco, Acre, 23 de julho de 2021

Gladson chama atenção de Alysson para resolver situação no Hospital do Juruá e diz que não quer ser chamado de “incompetente”

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Redação Juruá em Tempo.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

O governador Gladson Cameli (PP) chamou a atenção do secretário de Saúde Alysson Bestene e da equipe do Hospital Regional do Juruá para que resolva uma situação que vem ocorrendo na unidade hospitalar. Bastante chateado, Gladson foi duro com Alysson Bestene para que seja resolutivo. O chefe do Executivo disse que não quer ser chamado de “incompetente”.

No áudio, Gladson ameaça tirar do próprio bolso para resolver a situação, que não é detalhada pelo governador. Demonstrando descontentamento com a equipe e deixando transparecer que tem sido bastante cobrado pelo que acontece no Hospital, Cameli revelou cansaço.

“Eu estou desabafando como cidadão. Quero fazer um apelo a toda equipe do Hospital Regional, por favor, vejam quem cuida disso aí pra fazerem. Se enrolarem, eu meto a mão no bolso e pago com meu dinheiro, se a justiça me permitir. Porque tudo é confusão, tudo é uma situação. Eu não tenho problema, vamos fazer porque realmente é vergonhoso não somente para o chefe do executivo não, é para toda uma equipe que está embaixo porque aí é chamada de incompetente, eu não quero ser chamado de incompetente. Mas eu sozinho eu não posso, comprar e trazer, tudo é minha obrigação. Agora eu não posso pegar o fio e emendar no outro e pegar a massa e ir pra ponta”, disse o governador.

Quanto à cobrança direcionada a Alysson, Gladson Cameli disse que o secretário é amigo dele, mas não o impede de fazer cobranças duras ao gestor maior da Saúde do Acre. “Secretário de Saúde tome providências, secretário. Tome providência, você é meu amigo, mas tem que tomar providências, chamar esse pessoal e faça o que tem que se fazer. Agora é só todo mundo que o Estado não paga”.

Ao final, o chefe do Palácio Rio Branco disse que a situação do Hospital Regional do Juruá “é igual as terceirizadas, essa novela”. “Isso é uma novela que eu quero pedir o apoio do Ministério Público, dos órgãos fiscalizadores para pegar essa cabeça de burro que está enterrada. Na Educação está com problema, sabe por que? Porque a nova secretária está com razão. Como ela vai pagar qualquer coisa enquanto não tiver a segurança do que está certo do que está errado?”.

  • Fonte: Notícias da Hora.
ALEAC

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Getúlio Vargas n. 22 – Salas 7 e 8 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.