31.8 C
Juruá
sábado, junho 25, 2022

‘Brecha do TSE’: Alan Rick diz que decisão compromete reeleição do governo

Por Redação O Juruá em Tempo.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu na noite desta terça-feira (21/6) que partidos coligados na eleição para governador podem lançar candidatos de forma “isolada” ao Senado. No entanto, por 4 votos a 3, os ministros vetaram a possibilidade de criação de uma coligação para o cargo de governador e outra diferente para o cargo de senador. Assim, se o partido não quiser lançar o candidato ao Senado pela mesma coligação do governador, ele não vai poder fazer uma segunda coligação para lançar o seu senador. Nesses casos, a legenda terá que lançar o seu candidato a senador sem coligação.

No estado do Acre a corrida eleitoral já começou com algumas discórdias entre partidos e pré-candidatos. O deputado federal Alan Rick (União Brasil), disse não ter gostado da nova decisão do TSE, pois a medida poderá enfraquecer a candidatura à reeleição do então governador Gladson Cameli (PP). “Muitas candidaturas só enfraquecem o nome que deve fazer parceria com o governador, isto só favorece a oposição”.

“Mas na decisão eleitoral isso não muda nada. Entendo que o governador deve ter um candidato ao senado de sua preferência na composição da chapa majoritária”, salientou Rick.

Cameli ficou satisfeito com a nova regra, pois, poderá levar todos os candidatos ao senado para subir em seu palanque. “Todos que quiserem podem ser candidatos”, disse.

error: Alert: O conteúdo está protegido !!