26.1 C
Juruá
quinta-feira, junho 30, 2022

Fiéis fazem tradicionais tapetes para celebrar Corpus Christi e Catedral volta com procissão

Por redação.

Após dois anos com missa on-line e sem procissão, a Diocese de Rio Branco retoma a celebração de Corpus Christi como era o costume dos fiéis católicos. Desde cedo, nesta quinta-feira (16), os religiosos se reuniram na capital para organizar os tradicionais tapetes, por onde deve passar o Santíssimo Sacramento durante a procissão.

Em 2020, no primeiro ano de pandemia da Covid-19, a programação foi totalmente on-line e no ano passado, a missa na Catedral de Rio Branco contou apenas com 50% da capacidade da igreja.

“A solenidade de Corpus Christi é a celebração da igreja que recorda a nós seres humanos, filhos de Deus, a proximidade, o amor e a presença de Deus tão íntima, que é a capaz de caminhar no meio de seu povo. Na sagrada escritura se diz ‘qual é a nação que tem um Deus tão próximo quanto nós?’. Então, ao andar com a Eucaristia pelas ruas das cidades, abençoando as famílias, a solenidade de Corpus Christi demonstra isso, a proximidade de Deus, a presença de Deus no meio de seu povo”, explicou o padre Manoel Costa, reitor da Catedral.

Fiéis fazem tradicionais tapetes para celebrar Corpus Christi — Foto: Andryo Amaral/Rede Amazônica

Fiéis fazem tradicionais tapetes para celebrar Corpus Christi — Foto: Andryo Amaral/Rede Amazônica

Os tapetes confeccionados representam parábolas na bíblia e trazem elementos relacionados ao corpo e sangue de Jesus Cristo. Há cerca de 20 anos, a Diocese de Rio Branco adotou o uso de tecido para fazer os tapetes, no lugar de pó de serra.

“Por questões de cuidado com o meio ambiente, tem uns 20 anos que a Diocese de Rio Branco fez a opção de trocar a confecção dos tapetes de serragem por material que não danifica o meio ambiente, então a gente faz com os tecidos. A finalidade dos tapetes é honrar a Deus, manifestar sua glória, dizer da sua dignidade, por isso, o local onde vai passar o Santíssimo Sacramento é preparado de modo festivo, alegre, com os símbolos que denotam essa presença de Deus. Os tapetes têm a finalidade de manifestar a glória de Deus, celebrar sua divindade, de honrar a sua presença no meio de nós”, disse.

Missa de Corpus Christi nesta quinta-feira (16) na Paróquia Divino Espírito Santo, em Rio Branco — Foto: Arquivo pessoal

Missa de Corpus Christi nesta quinta-feira (16) na Paróquia Divino Espírito Santo, em Rio Branco — Foto: Arquivo pessoal

Durante a manhã, as paróquias de Rio Branco tiveram missa e procissão. Já pela parte da tarde, às 17h, está marcada a missa solene na Catedral, no Centro da capital, e após a celebração, ocorre a tradicional procissão pelas principais ruas de Rio Branco.

O sociólogo Edson Lima falou sobre a importância de participar da confecção dos tapetes. “Essa é uma tradição de muito tempo na nossa Diocese. Como participante, já tem mais de 20 anos que a gente trabalha com isso e hoje coordenando, para nós é um prazer, uma emoção vê a alegria do pessoal e o carinho com que os tapetes são confeccionados, são coisas lindas”.

Para a administradora Andreia Lima, esse dia faz parte da cultura do povo católico. “Isso aqui é como se estivéssemos doando um pouco de nós. Difícil mensurar o que representa tudo isso, é a tradição, tem que fazer e se não fizer falta um pedaço. E nos anos que não aconteceu, a gente sentiu isso, faltando um pedaço.”

Tapete foi feito para celebração de Corpus Christi em Cruzeiro do Sul — Foto: Bruno Vinicius/Rede Amazônica

Tapete foi feito para celebração de Corpus Christi em Cruzeiro do Sul — Foto: Bruno Vinicius/Rede Amazônica

Celebração em Cruzeiro do Sul

Na segunda maior cidade do estado, Cruzeiro do Sul, também foram confeccionados os tapetes, mas com serragem, em frente à Paróquia Nossa Senhora do Rosário. Pela manhã, a igreja teve uma missa e às 18h tem a procissão pelas ruas da cidade até a Catedral, onde ocorre a última missa do dia. São esperadas entre 10 a 15 mil fieis para a procissão.

“É o dia em que nós celebramos a presença real de Jesus na eucaristia, no pão e no vinho. A importância é tão grande que a igreja toda se volta para ter esse contato fisicamente com Jesus no pão eucarístico”, disse o padre Pedro de Lima.

Em Cruzeiro do Sul, tapetes foram feitos com serragem — Foto: Bruno Vinicius/Rede Amazônica

Em Cruzeiro do Sul, tapetes foram feitos com serragem — Foto: Bruno Vinicius/Rede Amazônica

A preparação do tapete em frente à paróquia começou há alguns dias e a montagem foi iniciada nessa quarta-feira (15) e concluída na madrugada desta quinta (16). Segundo o padre, mais de 60 pessoas participando da confecção e da montagem do tapete.

“Está lindo, maravilhoso. Todo ano participo desse momento, sou agradecida a Deus pela vida. Me sinto muito feliz, vivo minha fé”, disse a idosa Maria Batista Barbosa, de 76 anos.

O professor Otávio Ribeiro, de 37 anos, falou sobre a celebração. “É um momento de reflexão, a gente tem que sentir a presença de Deus. A eucaristia traz o espírito de Deus para dentro de nós, é nutrição à nossa alma. E esse tapete é uma verdadeira obra de arte, eles dedicam o tempo, devido à fé que têm.”

Mais de 60 pessoas participaram da confecção e da montagem do tapete em Cruzeiro do Sul — Foto: Bruno Vinicius/Rede Amazônica

Mais de 60 pessoas participaram da confecção e da montagem do tapete em Cruzeiro do Sul — Foto: Bruno Vinicius/Rede Amazônica

  • Fonte: g1 Acre.
error: Alert: O conteúdo está protegido !!