Cruzeiro do Sul se torna referência no tratamento ao autismo e feijoenses buscam ajuda

Os investimentos da Prefeitura de Cruzeiro do Sul no tratamento ao Transtorno do Espectro Autista (TEA) referenciariam o município. Nesta quarta-feira, 21, o prefeito Ilderlei Cordeiro recebeu a visita da Associação de Pais e Amigos do Autismo de Feijó e de oito vereadores, incluindo o presidente da Câmara, para tratar sobre o assunto.
O Centro de Tratamento de Integração Sensorial (Centrin) de Cruzeiro do Sul é um projeto pioneiro no Acre e em Rondônia. A iniciativa da ONG Blue Angel conta com o apoio e parceria da Prefeitura que, além de disponibilizar o espaço físico, cedeu profissionais do quadro do município para o atendimento às crianças.
“Para nós é sonho que esse trabalho também aconteça em Feijó. É emocionante ver um prefeito abraçando uma causa tão importante, pois só quem tem um filho com autismo sabe o preconceito que temos que vencer”, destacou o presidente da Associação feijoense, Juvenil Nascimento.
O grupo conheceu de perto as instalações e a forma de trabalho do Centrin. A visita foi guiada pelo prefeito Ilderlei Cordeiro e o coordenador do espaço, o médico Aldemar Mazinho. A expectativa dos feijoenses é que um projeto similar seja desenvolvido em Feijó.
Ilderlei se solidarizou e ofereceu todo o apoio. “Que honra poder receber os pais, mães e vereadores de Feijó para tratar de um assunto tão importante. A nossa gestão tem se dedicado a cuidar das pessoas com amor, por isso, graças a Deus, temos nos destacado e servido de exemplo para outras prefeituras”, frisou.
Além de Feijó, a Prefeitura de Cruzeiro do Sul também já recebeu a visita de gestores de Tarauacá. O presidente da Câmara de Vereadores feijoense, José Cleumar, parabenizou o trabalho realizado no Juruá. “Gostaria de agradecer ao prefeito Ilderlei e ao médico Mazinho e ao senador Sérgio Petecão, que intermediou essa agenda. Nos deparamos com um trabalho lindo, feito com muito amor e que tem rendido bons frutos”, observou.
Funcionando há um ano, o Centrin atende atualmente 64 crianças. “Tenho buscado no Brasil e em vários cantos do mundo, o melhor para oferecermos às nossas crianças. Hoje, essa realidade em Cruzeiro do Sul só é possível por que nós contamos com o apoio do prefeito Ilderlei. Sem o poder público isso não seria possível”, salientou Mazinho.