Rio Branco, Acre, 26 de outubro de 2020

‘Matei com machado e sumi com os corpos’, diz suspeito de matar casal no Acre

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Preso na delegacia da 2ª Regional, em Rio Branco, Geisson Ferreira de Paiva, de 28 anos, manteve o sorriso no rosto ao confessar que matou o casal Marcia Carvalho, de 34 anos, e Ocivaldo Tavares de Mendonça, desaparecidos desde abril de 2015. Demonstrando frieza, ele conta que cometeu o crime após o casal tentar invadir a casa dele que fica no bairro Belo Jardim.

Nesta terça-feira (31), a Polícia Civil fez escavações em busca dos corpos na casa do suspeito e encontrou fios de cabelos que seriam das vítimas e outros vestígios.

“Matei primeiro o cara e depois a mulher para apagar as testemunhas. Eles entraram na minha casa achando que eu estava dormindo, mas eu estava drogado. Ele era o maior ladrãozinho, eu peguei ele e passei sal nos dois. Matei com machado e o corpo eu desandei, evaporou, sumiu”, salienta.

Paiva relatou ainda que o casal sempre andava na casa dele e teriam dado algumas dicas de como fazia para roubar as casas. Ele disse que fez tudo sozinho. “Eu tinha acabado de dar o teco no pó. Depois que vi que a polícia estava rondando muito, desenterrei e tirei daqui. Os corpos não vou achar mais não. Já fiz o velório deles”, ironiza.

 

As buscas
A Polícia Civil iniciou escavações no quintal da casa do suspeito às 6h desta terça-feira (31). Na casa dele, localizada na Travessa Apocalipse, no bairro Belo Jardim I, em Rio Branco, a polícia encontrou cabelos e outros materiais orgânicos que devem passar por exames para confirmar se eram mesmo do casal desaparecido.

A irmã da mulher que teria sido morta, Sandra Carvalho, de 40 anos, afirma que os dois eram usuários de droga e sumiram após informarem aos filhos que iriam à casa de Sandra, em 29 de abril de 2015. Depois disso, o casal não foi mais visto.

A 800 metros da casa do suspeito, no fim da manhã desta terça, a polícia achou possíveis restos mortais do casal que teriam sido queimados em uma tambor na casa do irmão do suspeito.

 

Do portal G1.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.