Rio Branco, Acre, 24 de novembro de 2020

EUA ficam fora de semifinal olímpica pela 1ª vez

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Favorita no futebol feminino, a seleção dos Estados Unidos foi derrotada nos pênaltis pela Suécia, por 4 a 3, nas quartas de final, após ter passado a maior parte do jogo no ataque e sob vaias.

Com isso, uma das celebridades da Olimpíada, a goleira dos EUA Hope Solo, fica de fora da disputa.

Essa é a primeira vez desde que o futebol feminino se tornou modalidade olímpica, em Atlanta-1996, que as americanas não se classificam para a semifinal.

A Suécia enfrenta quem vencer a disputa entre Brasil e Austrália, marcada para as 22h desta sexta (12).

Estrela do time dos EUA, a goleira Hope Solo só defendeu um chute nos pênaltis. A goleira sueca Hedvig Lindahl também só defendeu um, mas a norte-americana Christen Press chutou outro para fora.

A partida entre os EUA e a Suécia no estádio Mané Garrincha, em Brasília, terminou empatada por 1 a 1 na prorrogação e teve que ser decidida nos pênaltis.

No campo, porém, as norte-americanas tiveram maior posse de bole e mais chutes ao gol.

O jogo foi marcado por intensas vaias à seleção dos EUA, principalmente à goleira Hope Solo, chamada de “zika” pelos torcedores por causa de uma polêmica envolvendo a epidemia da doença no Brasil.

Ela havia postado uma foto em redes sociais dizendo que tinha montado um kit contra o vírus da zika para estar preparada a disputar a Olimpíada do Rio.

A Suécia abriu o placar aos 15 min do primeiro tempo. O gol foi da atacante Stina Blackstenius, em um lançamento rasteiro no qual ficou de cara com a goleira dos EUA. Com um chute no canto do gol de Hope, a sueca abriu o placar.

A seleção dos EUA empatou aos 32 min do segundo tempo. A defesa sueca errou um cabeceio e deixou de cara pro gol a atacante norte-americana Alex Morgan, uma das estrelas do time, que mandou a bola para dentro do gol.

O segundo tempo terminou empatado e o 1 a 1 se manteve na prorrogação. Ambas as seleções tiveram um gol anulado na etapa complementar por impedimentos mal marcados pela arbitragem.

 

Com informações da Folhapress.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.