Rio Branco, Acre, 25 de novembro de 2020

Escola de ensino infantil pega fogo em Cruzeiro do Sul

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Na tarde desta quinta-feira (18), a Escola de Ensino Infantil Professora Maria de Nazaré Lima localizada no bairro da Baixa em Cruzeiro do Sul, foi praticamente destruída pelas chamas que atingiram as dependências da instituição. Segundo informações apuradas até o momento, ainda não se têm confirmações sobre as causas do incêndio. A polícia do município neste momento investiga se o incêndio tem ligações com atos criminosos de facções criminosas instaladas dentro do presídios do estado.

No local, os bombeiros confirmaram que nenhum aluno ou servidor ficou ferido, já que cerca de 20 alunos que estavam nas dependências da escola foram retirados às presas com a ajuda dos moradores locais.

O capitão Rômulo Barros, do Corpo de Bombeiros, informou que é prematuro falar com precisão se a ação faz parte dos ataques que ocorrem no Acre. Porém, a área foi isolada para que seja feita uma análise no local. “Estamos com a equipe operacionalizando o que houve. A estrutura também corre risco de desabamento”, falou.

Barros disse ainda que não há risco de propagação do incêndio para as casas que ficam ao lado da escola. “O incêndio está controlado, temos ajuda de caminhões da prefeitura e de carros-pipa de empresas particulares. Estamos tendo cuidado para que a estrutura física do local não ceda e isso possa colocar em risco a vida das pessoas que estão trabalhando”, finalizou.

Incêndio foge ao padrão dos atos criminosos

O incêndio da Escola Maria de Nazaré Lima no bairro da baixa, colocou em alerta a polícia e a comunidade, contudo, antes da perícia determinar se foi de fato criminoso é prematuro ligar à série de ocorrências no estado.

O incêndio foge ao padrão dos atos praticados pelos criminosos: ocorreu à luz do dia, sem que nenhuma testemunha visse algum suspeito entrando e saindo do local. Também é pouco provável que os criminosos escolhessem como alvo uma escola que atendia uma comunidade de baixa renda. Seria o equivalente a ter o aval da comunidade para que a polícia haja com mais violência.

Por outro lado, o incêndio também levanta questões sobre a segurança da escola. O prédio é estadual, mas estava conveniado ao município. Não há informações sobre existência de vigias (muitos foram demitidos recentemente) ou mesmo se os equipamentos de incêndio atendiam ás solicitações do Corpo de Bombeiros.

O laudo que deve determinar as causas do incêndio deve sair ainda nesta quinta-feira.

 

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.