Rio Branco, Acre, 27 de setembro de 2020

No Acre, fotógrafa lança projeto para encorajar mulheres a amarem seus corpos e mostrar ‘beleza real’

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

A fotógrafa e artista visual Samara Oliveira criou o Projeto Crua para incentivar as mulheres a amarem seus próprios corpos, em diferentes curvas e formatos. Fugir do padrão. A iniciativa surgiu de uma necessidade de encontrar representatividade em mulheres que mostram os corpos como verdadeiramente são na web, sem efeitos ou produções.

O projeto conta com treze mulheres que foram fotografadas por Samara e participaram de um documentário falando sobre como não se viam representadas nas redes sociais e nem nos ensaios fotográficos.

O material é liberado aos poucos. Samara já divulgou um teaser dos ensaios, depois deve liberar algumas fotos e por último o documentário.

“Sou fotógrafa e artista visual e foi quando percebi que muitas delas se sentiam assim por não serem modelos, então, decidi fazer algo, um projeto. O documentário está muito emocionante com o relato das meninas com relação ao corpo e rede social”, confirmou.

Imagens maquiadas

Com a quarentena, Samara disse que passou a ficar mais tempo na internet e acessar mais imagens com pessoas maquiadas, super produzidas, com muito filtros e edições. Após conversar com algumas amigas, ela disse que percebeu que a necessidade de ver pessoas de beleza natural nas redes sociais não era apenas dela.

“Estava consumindo muito mais essa questão corpo perfeito, as imagens que vinham para mim era imagens com muita edição, maquiagem e filtro. Conversei com algumas amigas e percebi que não era só comigo. Já tinha uma vontade de fazer um projeto sobre representatividade feminina, porém, potencializou depois que consumi muito mais sobre essa perfeição na rede social”

Foi, então, que surgiu a ideia do ensaio. Samara lançou o desafio em uma de suas redes sociais. Ela perguntou se as seguidoras tinham coragem de participar dos ensaios e começou a receber inúmeras mensagens de mulheres interessadas na proposta.

“O projeto tem o objetivo de levar representatividade para todas as mulheres em qualquer estado ou país e quero que meu trabalho chegue em outros territórios para que as mulheres se sintam representadas. É um incentivo para sermos mais reais nas redes sociais, mudar um pouco essa imagem de perfeição de vida e corpo que é uma coisa inalcançável imposta pela sociedade”, destacou.

A artística disse que a iniciativa quer também que as mulheres se sintam bonitos com o corpo que tem, se sintam valorizadas e incentivadas a se aceitarem.

“A mulher enfrenta e tem uma pressão social em cima dela de que tem que ter um corpo perfeito, que não pode ter celulite, não pode estar mal arrumada, tem que emagrecer e fazer vários procedimentos. Vamos trabalhar essa autoestima e o projeto Crua quer mostrar a beleza real dessas mulheres.

Treze mulheres participaram de ensaios fotográficos e um documentário — Foto: Divulgação/Projeto Crua

Por Alcinete Gadelha e Aline Vieira, G1 Acre e Jornal do Acre 1ª Edição — Rio Branco

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.