28.2 C
Juruá
domingo, dezembro 3, 2023

“Uma decisão de vida”, diz Marcus Alexandre ao justificar escolha pelo MDB

Por Redação O Juruá em Tempo.

- Publicidade -

O ex-prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre, anunciou oficialmente a filiação ao MDB, nesta terça-feira (15), em uma coletiva de imprensa na sede do partido, em Rio Branco.

Ao lado do ex-deputado Flaviano Melo e do deputado estadual Tanízio Sá, Marcus justificou a demora para escolher um novo partido após anos de militância no Partido dos Trabalhadores (PT). “Foi uma decisão que levou alguns meses para ser tomada, porque é uma decisão de vida. Muito importante na minha vida pública”, disse.

Destacando a acolhida dos “cabeças brancas”, Marcus deixou claro que deverá está à frente das decisões partidárias do MDB. O pré-candidato à Prefeitura de Rio Branco disse querer participar de todo o processo não só na capital, mas também no interior. “Logo quando cheguei de Brasília participamos das convenções municipais em Assis Brasil, depois em Brasiléia, que reuniu Epitaciolândia, Capixaba, Xapuri. Temos programação para Acrelandia e Bujari. Eu sempre fui partidário, e espero contribuir em todas as instâncias do partido”, declarou.

Além do MDB, várias outras siglas disputaram a filiação de Marcus para disputar as eleições na capital no ano que vem, entre elas o PSD, do senador Sérgio Petecão, e o PT, partido em que o ex-prefeito começou a vida pública. Questionado sobre os motivos de ter optado pelo MDB, e não pelos outros partidos, Marcus declarou que a decisão foi “pessoal e intransferível”.

“Eu agradeço a acolhida do PSD, e espero que eles estejam conosco nessa aliança”.

Em relação à construção da chapa majoritária da candidatura, Marcus informou que só deverá escolher o vice no próximo ano.

Nada de reconstrução do PT

Mara Rocha e Major Rocha anunciaram a saída do MDB após a filiação de Marcus, alegando que o ex-petista iria “reconstruir o PT”. Além disso, o deputado estadual Emerson Jarude, também decidiu deixar o partido, declarando que o MDB teria planos de retomar a Frente Popular do Acre. Em relação às acusações, Marcus foi enfático. “Agora sou emedebista. A missão aqui é fazer parte desse momento que o MDB está vivendo. Em dezembro, quando anunciei a minha desfiliação [do PT], encerrou um ciclo na minha vida, e agora começa outra”, disse Marcus negando as afirmações dos ex-MDB.

  • Por Matheus Mello, do ContilNet.
- Publicidade -
Copiar
error: Alert: O conteúdo está protegido !!