Falas de Márcio Bittar sobre Educação e localização do Acre são repudiadas por vereadores da capital

O Senador Márcio Bittar, do MDB, foi duramente criticado hoje (08) na sessão da Câmara de Rio Branco por ter dito que o estado do Acre é “longínquo” e que a “educação no Brasil é uma balbúrdia”. As críticas foram puxadas pelo vereador, Eduardo Farias (PCdoB) e acompanhadas pela vereadora Lene Petecão (PSD). Coube ao vereador João Marco Luz (MDB) prestar a defesa do congressista.

“O senador Márcio Bittar é um desses camaleões da política que a gente fica sem palavras da forma como ele se coloca. Primeiro que só aparece aqui em época de política e depois some. Segundo que se revelou ontem dizendo que a educação brasileira é uma balbúrdia. Que escola para ele tem que ensinar português, matemática e fazer contas. Agora o Márcio Bittar que fez curso na união soviética, que era do partido comunista, um cara que perdeu completamente os seus valores, os seus rumos, um cara que está oportunista ainda se refere o Acre como o meu estado longínquo”, discursou Farias.

Continuando as críticas, a vereadora Lene Petecão subiu na tribuna e repudiou as palavras do senador. “É triste saber que um senador tenha uma postura dessas. Eu não concordo com isso. Não cabe um discurso desses, eu não acho que moro distante, pelo contrário”, repudiou Lene.

Não demorou muito para o vereador João Marcos Luz prestar defesa ao correligionário. Luz mostrou aos presentes uma foto do encontro promovido pelo senador Jorge Viana com os ex-prefeitos Raimundo Angelim e Marcus Alexandre e com o ex-governador Binho Marques. Na ocasião, ele acusou o ex-senador Jorge Viana de ser o responsável pela miséria, violência e falta de emprego.

“O Jorge Viana é o exterminador do futuro, foi ele quem trouxe a miséria, a violência, a falta de emprego. Foi esse cidadão [Jorge Viana] que foi derrotado pelo senador Márcio Bittar.  O povo preferiu eleger ele. Essa história de que ele aparece só de quatro em quatro anos foi coisa criada por vocês do PT. E essa história da educação vamos deixar o congresso debater. Não vamos fazer politicagem. O governo Bolsonaro não é irresponsável como vocês querem transmitir. Respeite o senador Márcio Bittar que derrotou o exterminador do futuro”, rebateu o Emedebista.

Por Wanglézio Braga