Estudante Universitário contesta Deputada Eliane Sinhasique

O estudante Cláudio Jr. do curso de engenharia florestal da UFAC emitiu uma nota contestando a matéria publicada em um site da capital em que a deputada Eliane Sinhasique (PMDB) afirma que o mesmo teria agredido verbalmente a PM e afirmado que a mesma ‘nunca usou maconha’. Abaixo segue a nota com a versão do estudante sobre o ocorrido.

NOTA DE ESCLARECIMENTO.

Devido uma serie de noticias falaciosas, sensacionalistas e tendenciosas, veiculados à minha pessoa, me vi na necessidade de explanar os fatos reais do que aconteceu, hoje (10/08) na solenidade do mês da Juventude eu falei sobre a CPI do assassinados dos Jovens do Brasil, e todos os jovens citados na CPI foram mortos pela Policia Militar, e todos negros e negras, e no relato devido a emoção do momento falei que a porra da policia era que estava matando a maioria dos jovens do Brasil, sei que em todas as corporações da PM existem pessoas dignas, assim como existem pessoas sem caráter e por essas pessoas que tem a dignidade como uma de suas principais qualidade, peço perdão, assim como pedi assim que terminei de fazer minha fala na solenidade, e em momento nenhum fiz fala representando a Juventude do Partido dos Trabalhadores, até porque não sou representante da mesma.

A nobre deputada estadual Eliane Sinhasique, veiculou em sua rede social uma postagem falaciosa, sem veracidade, em nenhum momento eu disse que você Eliane Sinhasique não entendia nada sobre drogas, as palavras por mim proferida foi que a vossa senhoria tinha que estudar mais sobre o tema da legalização da maconha, eu não preciso dizer que você não entende nada sobre o assunto, porque o seu discuso raso e sem coerência já mostra isso pra sociedade, assim como eu me desculpei pelo meu erro, espero que você tenha a grandeza e humildade de se desculpa pelo seu erro também.

É triste ver milhares de pessoas que não estavam presente no momento me crucificando, sendo influenciados pelo Ac24Horas um jornalzinho tendencioso e sensacionalista, que não tem credibilidade nenhuma.

As pessoas não estão com raiva por conta da palavra porra ter sido proferida, mas sim por ter um Jovem negro de periferia, falando os dados das ações da PM com a população periferica, o que incomoda é eu está na Universidade Federal tendo acesso e produzindo trabalhos científicos.

São nos momentos difícil que vermos quem realmente são nossos companheiros, abraços.

Claudio Junior Nascimento da Silva. – Estudante de Engenharia Florestal da Universidade Federal do Acre e militante da Associação Brasileira dos Estudantes de Engenharia Florestal – ABEEF

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *