Rio Branco, Acre, 31 de outubro de 2020

5 atitudes para lidar com as emoções, ser mais saudável e feliz

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Amar faz bem para a saúde? É possível morrer por amor? Com a proximidade do dia dos namorados, fala-se com frequência sobre as alegrias e tristezas que envolvem os relacionamentos, o que muitos não sabem é que amor afeta, de fato, a saúde do coração.

O cirurgião cardiovascular Edmo Atique Gabriel explica que a relação entre as emoções e o coração têm base científica, pois o órgão possui um grande número de fibras nervosas das estruturas cerebrais, criando uma ligação estreita. Sendo assim, o coração sofre com as emoções, tanto as provenientes dos eventos positivos quanto negativos que acontecem em nossas vidas.

 

Para cuidar do coração

Assim como os estados emocionais negativos de solidão e decepção amorosa geram doenças cardíacas, o sentimento de amor contribui para o coração bater no compasso certo, pois traz benefícios para organismo que reduzem as inflamações e a morte celular no tecido cardíaco. Mais um motivo para os apaixonados comemorarem o dia dos namorados.

Esteja você em um relacionamento ou não, Dr Edmo aponta cinco atitudes que ajudam a proteger o coração:

1. Não perca o sono: brigas, desentendimentos separações… São muitas as possíveis reviravoltas na vida amorosa. Mas, a despeito delas, é preciso cuidar da qualidade do sono. Não deixe que o sentimento de solidão e abandono altere o seu padrão de sono, pois ele é fundamental para a manutenção da saúde.

2. Desabafe ou Faça terapia: como nem sempre é possível blindar o organismo de situações extremas, uma boa opção para canalizar o estresse são sessões de terapia. O acompanhamento psicológico pode ser fundamental na melhora do paciente, principalmente se a Síndrome do Coração Partido tiver acontecido por conta da perda de um ente querido. Uma boa conversa ou desabafo com alguém de confiança também pode ser uma ótima opção.

3. Não compense na comida: mantenha uma alimentação equilibrada. Procurar conforto em doces ou alimentos gordurosos pode trazer uma satisfação momentânea, mas a longo prazo só irá piorar sua situação. Além de obstruir as artérias, este tipo de alimento engorda, portanto não contribui nem para a saúde, nem para a autoestima.

4. Cultive pensamentos positivos: diversas áreas da medicina e da psicologia já comprovaram o poder e os benefícios do pensamento positivo. Lembre-se que você não é o que te acontecem, mas o que escolhe fazer com isso. Uma mudança de atitude psicológica colabora para a recuperação da saúde.

5. Mantenha a mente ocupada: faça atividades físicas, desenvolva hobbies e procure ter atividades de lazer. Uma pessoa ativa é mais saudável no corpo e na mente!

Dr Edmo conclui: “O amor faz bem para a saúde, mas se por algum motivo a tristeza toma conta do coração, é preciso tomar providências. Sentimentos são coisa séria e saber lidar com eles têm impacto direto em nossa qualidade de vida e em nossa saúde”.

 

Por Lifestyle.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.