Rio Branco, Acre, 3 de dezembro de 2020

Família é amarrada e feita refém dentro de casa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Uma família foi feita refém por dois bandidos armados na madrugada desta quinta-feira, 28, no Xavier Maia, em Rio Branco. Com os rostos cobertos os criminosos exigiam que a família entregasse R$ 20 mil, quantia que, segundo os bandidos, estaria na casa. Pais e filhos foram amarrados e ficaram sob a mira de duas pistolas por mais de uma hora.

Enquanto mantinham as vítimas amarradas na cozinha, os bandidos reviraram toda a casa em busca de objetos de valor. Um dos assaltantes estaria muito nervoso, inclusive tremendo, o que na opinião de uma das vítimas demonstrava amadorismo. A polícia foi acionada, mas não localizou a dupla.

Uma das vítimas, Leandra Haerdrich, 21 anos, ainda abalada com a situação relata que foi abordada assim que chegou à casa e que um dos bandidos colocou a arma apontada para a cabeça dela. “Eles nos conduziram até a cozinha e nos deixaram lá enquanto procuravam o dinheiro. Um deles era muito amador. Já fomos na polícia e esperamos que os criminosos sejam encontrados, e que haja uma apuração”, conta.

Na fuga, sem encontrar a quantia em dinheiro, os bandidos levaram um dos carros da família. Além disso, os assaltantes embarcaram no automóvel um aparelho televisor, três celulares e alguns outros pertences das vítimas. A dupla também desapareceu com as chaves da casa e ameaçou voltar em outro momento.

“Eles me disseram para ficar calada. Mandaram baixar a cabeça para não ver a cara deles. Agora a sensação é de insegurança. Até agora eu não vi nenhuma movimentação da polícia. Quando há interesse deles, os policiais vão atrás, investigam. Ainda bem que eles não nos agrediram, não nos machucou”, relata Janaira Pessoa, de 21 anos.

 

Por João Renato.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.