Rio Branco, Acre, 24 de novembro de 2020

Saldo de empregos no Acre gera expectativas para o comércio

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Uma divulgação recente do Ministério do Trabalho revelou que só o Acre e mais dois estados geraram empregos em 2015 no país, segundo a Relação Anual de Informações Sociais (Rais). Além disso, os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) apontam que desde maio deste ano o Acre se mantém no ranking dos estados que mais contrataram do que demitiram.

O saldo retratado em comparação ao cenário nacional tem gerado expectativas nos setores. Sobre os dados do Caged, o presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Acre  (Fecomércio), Leandro Domingos, declarou: “O Acre já dá sinais de recuperação, haja vista que a contratação de mão de obra com carteira assinada tem superado as baixas. Esperamos que essa tendência seja retomada de uma vez por todas, uma vez que o desemprego é a maior mazela que uma crise econômica pode causar ao povo”.

Com o fim do ano se aproximando, essa expectativa tende a crescer em razão do período natalino. De acordo com pesquisa realizada pela Federação Nacional dos Sindicatos de Empresas de Recursos Humanos, Trabalho Temporário e Terceirizado (Fenaserhtt), a previsão de contratações deve chegar a 101 mil pessoas em todo o Brasil.

Segundo o levantamento, a indústria deve absorver 56,6 mil trabalhadores (56%), serviços 10,1 mil (10%), e o comércio deve ficar com 34,3 mil (34%). Temporários contratados em situação de primeiro emprego podem chegar a 20,2 mil, e outros 5.050 mil terão chances de efetivação após o término do contrato.

 

Com informações da Agência de Notícias do Acre.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.