Campanha Nacional de Combate a Sífilis inicia no Acre

A campanha de combate a sífilis no Acre ocorre até a próxima sexta-feira, 27, em todo o Brasil, com ações de prevenção e conscientização sobre a importância do diagnóstico precoce para o tratamento e cura da doença. O objetivo é sensibilizar estudantes, profissionais da saúde, gestores e a população em geral.

Dados de 2010 a 2016 do Sistema de Informação de Agravo de Notificação, revelam que a região norte foi responsável por 3,4% de casos de sífilis registrados no pais. O Acre, nesse mesmo período, contabilizou 321 casos da doença.

Já em relação a sífilis congênita, adquirida pelo bebê durante a gestação, foram registrados 427 casos.

Transmissão

A sífilis é transmitida principalmente, por meio de relação sexual com uma pessoa infectada e sem o uso de preservativo, por transfusão de sangue ou da mãe para o bebê durante a gestação ou parto e contato direto com sangue contaminado.

Eliane Costa, gerente do Departamento de Vigilância Epidemiológica da Sesacre, ressalta as ações para diminuição de casos da doença no estado, e a importância de todos participarem da campanha.

“Os números demonstram um aumento no número de casos da doença tanto a nível de Brasil como de estado. Temos garantido testes rápidos em todas as Unidades Básicas de Saúde e tratamento durante todo ano, mas durante a campanha essas ações se intensificam. Por isso, pedimos que todos participem para se conscientizar, principalmente, adolescentes e grávidas” destaca.

Como parte da programação, aconteceu nesta terça-feira, distribuição de materiais educativos para os servidores da Secretaria Estadual de Saúde.

Dia D

Já nesta quarta, 25, acontece o dia “D” da Campanha Nacional de Combate a Sífilis. As atividades ocorrem a partir das 08 horas na Escola José Rodrigues Leite, localizada no centro de Rio Branco.