Pai culpa maternidade de Cruzeiro do Sul pela morte do filho

O autônomo Lázaro da Silva Bezerra acusa a Maternidade de Cruzeiro do Sul de negligência, após a morte do filho. Segundo o pai, houve demora na realização do parto. A criança já estava morta quando realizaram a cesariana.

De acordo com a família, Lucimeire Bezerra fez todo o pré-natal e no último sábado, 14, ao realizar a ultrassonografia na Maternidade foi constatada a perda de líquido e sangue. Entretanto, os profissionais a mandaram para casa.

Ao chegar na maternidade, na sexta-feira, 21, passou mais de três sentido dores e somente depois disso, as enfermeiras acionaram o médico pois não teria como o parto ser normal. “E ainda por cima me colocaram na sala onde todas as mães estavam felizes com seus filhos no colo. Foi triste para mim”, conta a mãe.

Na Delegacia Geral de Cruzeiro do Sul, o pai da criança foi orientado a procurar a Delegacia da Mulher e da Criança na próxima quinta feira, 27, quando o expediente será normalizado. “Eu deveria estar com meu filho no colo agora e não estou por negligência na Maternidade de Cruzeiro do Sul. E são muitos casos por causa da má vontade no atendimento”, diz ele.

Segundo Maternidade de Cruzeiro do Sul, um Procedimento Administrativo vai apurar as causas da morte da criança.