PT entra com ação contra Gladson e Socorro Neri por campanha eleitoral antecipada

O Partido dos Trabalhadores (PT) entrou nesta segunda-feira, 29, com uma ação no Ministério Público do Acre contra o governador do Estado, Gladson Cameli (PP), e a prefeita de Rio Branco, Socorro Neri (PSB), por “abuso de poder político e econômico, improbidade administrativa e campanha eleitoral antecipada”

A ação faz menção ao comércio, promovido por Gladson e Socorro, em uma visita recente a obra inacabada do Shopping Popular, em plena pandemia da Covid-19, causando, inclusive, aglomeração.

Durante a visita, Cameli anunciou seu apoio político nas eleições de 2020 à Socorro Neri. “Você será minha candidata. Quem quiser achar ruim que ache”. Entretanto, a lei eleitoral proíbe a utilização de bens públicos para a promoção de candidaturas. A prática é configurada como abuso de poder político e, sendo comprovada, a utilização de recursos públicos, abuso de poder econômico. Constitui ainda ato de improbidade administrativa por violação dos princípios regentes da administração pública e ainda, crime eleitoral.