Luziel Carvalho ocupa sede do Solidariedade há quase 24 horas, é medicado com Rivotril e aguarda reunião

O advogado Luziel Carvalho ocupa a sede do Solidariedade, na rua Pernambuco, em Rio Branco, desde ontem em protesto contra a direção do partido, que retirou sua pré-candidatura a prefeito da capital.

Luziel está bastante abatido. Se alimentou pouco e tomou basicamente água em quase 24 horas de protesto. Ele sentiu dor cabeça e tontura. Por causa da ansiedade precisou tomar Rivotril, medicamento indicado para pacientes com síndrome do pânico, depressão, ansiedade e insônia.

Em uma das salas da sede do Solidariedade, na rua Pernambuco, na final da manhã desta terça-feira (14), ele recebeu por 10 minutos a reportagem do Notícias da Hora e resolveu falar pouco. Disse que está aguardando uma reunião com a direção do partido. Ao falar sobre sua exclusão do pleito, Luziel chorou e disse que é vítima de discriminação.

“Por que uma pessoa negra, da zona rural, de uma família humilde, não pode ter o direito de pelo menos concorrer numa prévia?”

A retirada da pré-candidatura de Luziel foi anunciada em nota pelo Solidariedade nesta segunda-feira (13).

A exclusão já era prevista principalmente depois que ele resolveu ameaçar abrir, há pouco mais de uma semana, um processo por improbidade administrativa contra o vice-governador Major Rocha.

O partido, que é da base do governo Gladson Cameli, informou que “continuará dialogando na busca de alianças que fomentem a distribuição de renda, a igualdade e a solidariedade, promovendo a inclusão, a dignidade, o respeito à diversidade humana, ecológica e a valorização da vida”.

RIVOTRIL1

Luciano Tavares, do Notícias da Hora.