Dona de joalheria assaltada por quadrilha viu crime ao vivo pelo celular: ‘Não podia fazer nada’

Os criminosos que atacaram pelo menos três agências bancárias e explodiram uma delas em Botucatu (SP) também assaltaram uma joalheria da cidade. A dona da loja acompanhou a ação dos bandidos através do celular, pelas câmeras de monitoramento do estabelecimento.

Rosângela Alves contou à TV TEM que, por volta das 23h40, começou a escutar os barulhos de tiros que tomaram a cidade. A ação criminosa em Botucatu fez a cidade, de pouco mais de 115 mil habitantes, ser um dos assuntos mais comentados no Twitter na madrugada desta quinta-feira (30).

Ela e o marido acompanharam as notícias sobre o crime através das redes sociais, assim como muitos dos moradores. No entanto, o celular do marido dela começou a tocar, devido ao alarme disparado da loja, e os dois passaram a acompanhar o crime através das câmeras de monitoramento.

“A gente começou a ver tudo ao vivo. O pessoal atirando na porta, quebrando tudo, arrastando tudo, e a gente ficou apreensivo porque não podia fazer nada e as nossas coisas sendo levadas”, conta a dona.

Loja foi assaltada pelos criminosos na madrugada desta quinta-feira (30) em Botucatu — Foto: TV TEM/Reprodução

Além das agências bancárias e da loja de Rosângela, os criminosos invadiram uma casa durante a ação e fizeram uma família refém.

Vídeos que circulam nas redes sociais mostram os homens entrando na garagem da residência e também em um estacionamento, onde pessoas foram empurradas para fora pelos criminosos. (Veja abaixo)