Rio Branco, Acre, 29 de setembro de 2020

No Acre, drones ajudam a multar e prender desmatadores das unidades de conservação

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Entre outras ações, o uso de drones tem ajudado no enfrentamento aos crimes ambientais em unidades de conservação do Acre. Na Floresta Estadual do Antimary e no Complexo de Florestas do Rio Gregório sete pessoas foram presas, mais de 20 foram notificadas e as multas aplicadas somam mais de R$ 300 mil.

As equipes do Meio Ambiente e Segurança estão em campo e além das informações georreferenciadas do Centro Integrado de Geoprocessamento e Monitoramento Ambiental (Cigma), contam com monitoramento aéreo com apoio do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer). No mês de junho deste ano, nas operações realizadas nas florestas estaduais do Rio Gregório e Afluente, 81 pessoas foram notificadas por ocupações irregulares e o valor total das multas aplicadas ultrapassou R$ 550 mil.

O Ciopaer está contribuindo com os sobrevoos para identificar as aberturas de clareiras distantes.

“É um trabalho contínuo e que exige a presença constante das forças policiais e do órgão de fiscalização ambiental”, disse o comandante do Policiamento Ambiental, Kleison Albuquerque.

Edmilson Ferreira

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.