Rio Branco, Acre, 28 de outubro de 2020

Médicos peritos que não forem trabalhar nas agências do INSS vão ter desconto no salário

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

O secretário especial de Previdência e Trabalho afirmou nesta quarta-feira (16) que os médico peritos que não aparecerem para trabalhar vão ter desconto no salário.

Técnicos do governo fizeram novas vistorias, nesta quarta, em agências do INSS que vão oferecer perícia. Uma perícia leva de 20 a 30 minutos; o consultório precisa ter equipamentos, como uma divisória de acrílico entre o segurado e o perito.

Ao todo, 169 agências devem oferecer perícia em todo o país. Segundo o INSS, mais de 90 foram consideradas aptas para fazer o atendimento, mas nem todas devem ser reabertas nesta quinta (17). O atendimento depende da volta dos peritos.

A Associação Nacional dos Médicos Peritos da Previdência Social alega agora que alguns equipamentos comprados pelo governo não cumprem normas de segurança.

O secretário especial de Previdência e Trabalho afirmou que esses servidores precisam voltar a atender à população e que há segurança para isso. Quem não comparecer, terá o dia descontado.

“Nós vamos olhar in loco o que está acontecendo, demonstrar para todo mundo que todos os protocolos estão sendo atendidos. Essa volta não é precipitada, muito pelo contrário. Ela foi muito estudada e agora é o momento de voltar, gostem ou não. Infelizmente, eu preciso ser muito claro. Essa é uma decisão de governo, é uma decisão política. Nós precisamos prestar o serviço à população. Essa é a minha missão”, afirma Bruno Bianco.

Quem perdeu a perícia deve reagendar pelo Meu INSS, no site ou aplicativo de celular. O 135 está com um volume alto de ligações.

Em São Paulo, o Tribunal Regional Federal da Terceira Região derrubou a liminar que impedia a reabertura de agências do INSS no estado. Segundo o INSS, a partir desta quinta (17), 128 agências vão abrir de forma gradual e somente com agendamento.

No final da tarde desta quarta, a Associação dos Peritos disse que só retornam ao trabalho em todo o país quando o INSS restabelecer as regras de inspeção. Alegam que os critérios sanitários de vistoria foram flexibilizados.

O INSS estima que cerca de 600 mil pessoas estejam dependendo de perícia presencial para receber algum benefício, gente que não conseguiu pedir uma antecipação do benefício ao INSS pela internet desde o início da pandemia, apresentando atestados médicos.

É o caso do pintor Antônio Alves Nascimento. Ele aguarda desde junho o funcionamento da perícia, em uma agência em Macapá para receber auxílio-doença. “Estou doente, estou usando sonda. Todo esse tempo esperando para fazer uma cirurgia e nada”, conta.

O INSS voltou a declarar que não flexibilizou as normas e que fez uma adequação para separar os itens estruturais, necessários para o funcionamento das agências de maneira geral, dos fundamentais para a proteção dos usuários por causa da pandemia.

Fonte:G1.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.