Rio Branco, Acre, 21 de outubro de 2020

Vamos tirar Maduro de lá, diz secretário de Estado dos EUA em visita a Roraima

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Em visita a Boa Vista nesta sexta-feira (18), o secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, fez críticas ao presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, e afirmou: “Vamos tirá-lo de lá”. Na capital de Roraima, o americano se encontrou com o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo.

Pompeo afirmou que os Estados Unidos querem “representar as pessoas da Venezuela” e que a missão do país é “assegurar que a Venezuela tenha uma democracia”. “Não devemos esquecer que ele está destruindo seu próprio país e também é um traficante de drogas. Está impactando na vida dos EUA. Mas vamos tirá-lo de lá.”

  • ANÁLISE: visita estratégica de Pompeo a Roraima

Segundo a embaixada americana no Brasil, o encontro deveria discutir a imigração venezuelana no país.

Do Brasil, Pompeo segue para Bogotá para se reunir com o presidente Ivan Duque. Com esse encontro, ele terá visitado todos os países que fazem fronteira com a Venezuela.

A passagem de Pompeo fez parte de uma agenda com encontros de líderes da América Latina. Nesta quinta-feira (17), Pompeo visitou Georgetown, capital da Guiana, onde se encontrou com o presidente Irfaan Ali e com o secretário-geral da Comunidade do Caribe, Irwin LaRocque; e Paramaribo, capital do Suriname, onde se encontrou com o presidente Chan Santokhi.

Apenas no Brasil o secretário não terá se encontrado com o chefe de Estado, Jair Bolsonaro (sem partido).

Em 26 de março, o Departamento de Justiça dos EUA apresentou acusações criminais contra Maduro e outras autoridades venezuelanas. Em abril, o presidente Donald Trump anunciou o envio de navios da Marinha em direção à Venezuela para reforçar operações de combate ao narcotráfico no Caribe.

Maia critica visita de Pompeo

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, criticou a visita de Mike Pompeo a Roraima a 46 dias para a eleição presidencial dos EUA. Afirmou que o comportamento não “condiz com a boa prática diplomática internacional e afronta as tradições de autonomia”.

“Como Presidente da Câmara dos Deputados, vejo-me na obrigação de reiterar o disposto no Artigo 4º da Constituição Federal, em que são listados os princípios pelos quais o Brasil deve orientar suas relações internacionais”, disse.

Referindo-se às ameaças feita por Pompeo a Maduro, Maia afirmou que é preciso ressaltar os princípios da independência nacional, autodeterminação dos povos, não-intervenção e defesa da paz.

“Patrono da diplomacia brasileira, o Barão do Rio Branco deixou-nos um legado de estabilidade em nossas fronteiras e de convívio pacífico e respeitoso com nossos vizinhos na América do Sul”, afirmou na carta.

Fonte:G1RR.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.