Rio Branco, Acre, 27 de outubro de 2020

Sistema Estadual de Defesa do Consumidor expede recomendação para fiscalizar venda de arroz e óleo de soja

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Visando garantir a defesa dos direitos e interesses do consumidor acreano, os órgãos que compõem o Sistema Estadual de Defesa do Consumidor do Estado do Acre, expediram nesta terça-feira, 22, uma recomendação à Associação dos Distribuidores Atacadistas do Estado do Acre (Adacre) e à Associação Acreana de Supermercados (Asas).

Considerando o impacto da Covid-19 nas relações de consumo, fato que levou ao aumento considerável do preço do arroz e óleo de soja, produtos que são essenciais à cesta básica dos brasileiros, a recomendação expedida propõe estabelecer limite na aquisição dos dois produtos alimentícios, visando evitar o desabastecimento e controlar o aumento elevado nos preços.

O documento recomenda que as associações de atacado e supermercados orientem seus associados e apliquem todos os esforços necessários para que a venda de tais produtos aos consumidores seja limitada a 10 kg de arroz e cinco unidades de óleo de soja por pessoa nas vendas por varejo, ou 10 fardos de arroz e cinco caixas de óleo de soja por pessoa no atacarejo.

A recomendação conjunta é assinada pelo coordenador do Núcleo da Cidadania da DPE/AC, Celso Araújo, pela defensora pública que atua no Subnúcleo de Direitos Humanos 1 (SDH1), Juliana Caobianco, pela promotora de Justiça do Ministério Público, Alessandra Marques, pelo diretor-presidente do Procon/Acre, Diego Rodrigues Oliveira e pela presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Acre (OAB/AC), Andréia Regina Nogueira.

  • Assessoria.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.