Rio Branco, Acre, 26 de novembro de 2020

Governo prorrogará presença das Forças Armadas na Amazônia Legal

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Por Notícias ao Minuto.
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

O vice-presidente Hamilton Mourão informou nesta segunda-feira (26) que o governo federal vai prorrogar até abril de 2021 a atuação das Forças Armadas na Amazônia Legal, em operações de fiscalização e repressão de atividades ilegais de desmatamento e queimadas.

“A gente precisa prosseguir, porque o que a gente quer é entrar em um círculo virtuoso de queda no desmatamento. É o nosso compromisso e a gente precisa derrubar isso aí, e para derrubar, a gente tem que ter gente em campo”, disse.

Mourão é o presidente do Conselho Nacional da Amazônia.

De acordo com Mourão, foram alocados R$ 400 milhões para a operação e que ainda há R$ 180 milhões para serem aplicados.

“Nós estamos com recursos, e o recurso é suficiente para chegar até abril. Tinham sido alocados R$ 400 milhões, acho que ainda faltam R$180 milhões”, disse.

Em julho, o presidente Jair Bolsonaro assinou o decreto de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) prorrogando a presença das Forças Armadas na Amazônia Legal até 6 de novembro.

Na ocasião, a decisão estendeu o prazo para a realização da Operação Verde Brasil 2, voltada para coibir a prática de crimes ambientais na região. A operação é direcionada ao combate ao desmatamento ilegal e a focos de incêndio.

A Amazônia Legal é uma área que engloba os nove estados que fazem parte da bacia do Rio Amazonas: Acre, Amapá, Amazonas, parte do Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins.

Com informação: Agência Brasil

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.