Rio Branco, Acre, 1 de dezembro de 2020

Direção da Câmara decide por unanimidade enviar caso Flordelis para o Conselho de Ética

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Com informações G1
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

A Mesa Diretora da Câmara dos Deputados decidiu nesta quarta-feira (28), por unanimidade, encaminhar ao Conselho de Ética o caso da deputada Flordelis (PSD-RJ).

A reunião, na casa oficial do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), estava prevista para terça (27), mas foi adiada para esta quarta.

A parlamentar é acusada de ser a mandante do assassinato do próprio marido, o pastor Anderson do Carmo, morto a tiros em junho de 2019. Ela nega as acusações.

Por ter imunidade parlamentar, ela segue em liberdade, mas, desde o dia 8 de setembro, tem sido monitorada por uma tornozeleira eletrônica.

Os integrantes da Mesa Diretora aprovaram nesta quarta o relatório do corregedor da Câmara, Paulo Bengtson (PTB-BA), que havia recomendado o encaminhamento do caso ao Conselho de Ética.

Em seu relatório, Bengtson afirmou que os fatos descritos na representação feita à Câmara pelo deputado Léo Motta (PSL-MG), em agosto, e no inquérito policial, “constituem indícios suficientes de irregularidades ou de infrações às normas de decoro e ética parlamentar”.

Apesar da decisão pelo prosseguimento, o caso não será retomado imediatamente, porque o Conselho de Ética está fechado em razão da pandemia do novo coronavírus.

O seu funcionamento depende da aprovação pelo plenário principal da Câmara de um projeto de resolução. Até agora, porém, não há uma definição para essa votação.

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.