Rio Branco, Acre, 18 de janeiro de 2021

Barroso pede prisão e perda do mandato de Silas Câmara, marido da missionária Antônia Lúcia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Redação Juruá em Tempo
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Luís Roberto Barroso, fixou uma pena de cinco anos e três meses de prisão e a perda do mandato do deputado federal Silas Câmara (Republicanos-AM).

Barroso (foto) também estipulou 123 dias-multa de cinco salários mínimos e a devolução de R$ 248.205,93.

A punição do parlamentar foi pedida pelo ministro-relator da Ação Penal 864, que Silas Câmara responde no STF desde 2001.

O deputado do Amazonas é acusado de promover a conhecida “rachadinha”, prática em que se recolhe parte dos salários dos servidores do gabinete parlamentar.

Os elementos probatórios produzidos na instrução processual demonstraram que o réu, valendo-se do cargo de Deputado Federal, desviou recursos públicos destinados ao pagamento de assessores parlamentares, em proveito próprio”, diz Barroso em seu voto.

Processo semelhante está respondendo o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) por ter praticado a mesma ação quando foi deputado estadual na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

O julgamento virtual do caso Silas Câmara começou nesta sexta-feira (27) e vai até o dia 4 de dezembro.

Além do relator Roberto Barroso, também votou pela condenação de Silas Câmara o revisor da ação penal, ministro Edson Fachin.

Fonte: BNC Comunicações

Leia também

Receba nossas novidades

Av. Rodrigues Alves 60 – Centro – Cruzeiro do Sul AC.