Acre ganha autorização para exportar carne suína para o Peru

O Acre terá a partir do dia 30 de novembro a autorização para exportar carne suína para o Peru. A decisão após anos de negociação foi firmada entre o ministro da Agricultura e Pecuária do Brasil, Blairo Maggi e o ministro da Agricultura do Peru, Miguel Barandiarán na quarta-feira, 27. A medida beneficia principalmente a Dom Porquito, frigorífico de abate de suínos e processamento de embutidos localizado em Brasileia.

A decisão é considerada uma vitória para o governo do Acre e a Dom Porquito, que sempre tiveram interesses em expandir o mercado da proteína animal para o país vizinho. Enquanto o frigorífico abate hoje cerca de 200 animais por dia, o governo do Estado tem incentivado a produção e criação dos suínos com políticas públicas que atingem os pequenos, médios e grandes produtores, num dos maiores projetos de produção idealizados na gestão do governador Tião Viana.

“Eu não tenho dúvida nenhuma que o Acre poderá participar do grande projeto do Brasil que é o agronegócio, não competindo com o Sul, que é distante, mas abrindo o mercado andino no Peru e na Bolívia. Vocês do Acre poderão ser grande produtores de proteína animal, quer sejam os suínos, as aves e tenho certeza que na sequência entram a soja e o milho que são as matérias primas. Vocês são muito competitivos”, destacou o ministro Blairo Maggi.

A Dom Porquito é a planta de suínos mais próxima de Lima que qualquer concorrente. Com o país possuindo um mercado de 30 milhões de habitantes, a expectativa é que com os novos acordos econômicos, o frigorífico possa expandir sua produção em até cinco vezes.

Benefício mútuo

O acordo também serve como via de mão dupla, já que com as exportações acreanas para o Peru, serão viabilizadas importações de produtos de lá para o Brasil, pois haverá o frete de retorno, barateando a logística para ambos os países e gerando preços mais competitivos.

O Peru também tem a capacidade de funcionar como uma porta de saída do suíno acreano para outros países através do livre trânsito para exportar pelos portos peruanos com destino à Ásia, já que países como Hong Kong também já demonstraram interesse em fechar acordos comerciais com a Dom Porquito.

Além do Peru, a Dom Porquito também espera que um acordo comercial semelhante seja fechado com a Bolívia. Nesta quinta-feira, 28, o ministro Blairo Maggi receberá o ministro de Desenvolvimento Rural e Terras da Bolívia, César Cocarico e o vice-ministro de Comércio e Integração, Walter Clarems.