Após AVC, russo decide conhecer o mundo de bicicleta e passa pelo Acre: ‘a vida é muito curta’

Após sofrer um acidente vascular cerebral (AVC) e encarar o grave problema de saúde que quase o levou a morte, o turista russo Konstantin Kozhenyakin decidiu que passaria a viver de forma diferente.

Já são quatros anos pedalando e foi assim que o russo, nascido na Sibéria, chegou a Rio Branco há pouco mais de duas semanas.

O ciclo turista conta que viu a morte de perto e depois de ter a sensação que iria morrer, decidiu viver intensamente.

Ele conta que passou por vários países da Ásia e já visitou também o Chile, Equador, Colômbia, Panamar e Peru, antes de chegar à capital acreana.

Em entrevista à Rede Amazônica, ele até arriscou algumas palavras em português.

“Gosto de Rio Branco que tem gente de grande coração. Gosto muito”, disse.

Perguntado sobre o próximo destino ele responde: “Porto Velho”.

Kozhenyakin diz que são muitos desafios para encarar uma aventura com esta. A comunicação é um dos principais deles. A solução encontrada pelo ciclo turista foi usar a tecnologia.

Ele aproveitou para deixar uma mensagem para aqueles que acham que a vida já acabou. Para isso, ele usa a tradução pelo celular.

“Viva e aproveite a vida. A nossa vida é muito curta, portanto, viva e aproveite, se alegre todos os dias”, sugere.

Por Lidson Almeida, Jornal do Acre