Mazinho Serafim manda cortar ponto de grevistas

O prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim (MDB),  autorizou o corte de ponto dos funcionários da Educação que aderirem á greve geral, que acontece em todo o país nesta sexta-feira. Um comunicado padrão foi encaminhado pelo aplicativo Whatsapp a professores e funcionários de escolas municipais. A presidente do Sinteac no município, Vânia Líbio, e o representante da CUT, Mustafa Bento, repudiaram a atitude do prefeito e de seu secretário de Educação.

 

A mensagem padrão encaminhada aos trabalhadores

“A paralisação está amparada em decisão majoritária da categoria, durante assembléia geral. Esse tipo de atitude configura assédio e ameaça”, declarou a sindicalista. Vãnia Líbio diz que vai colocar o Jurídico do Sinteac à disposição dos filiados, a fim de evitar que eles sejam prejudicados em seus salários.

“A causa dos trabalhadores é uma causa pela educação de qualidade, contra os cortes nas verbas que são carimbadas para esta finalidade. Não faz sentido um gestor público agir com ameaças, com retaliação. Isso é contra qualquer princípio democrático, declarou o representante da CUT no município.

A professora Rosana Nascimento, presidente da CUT e do Sinteac centrais, foi comunicada.